Edição do dia

Segunda-feira, 17 de Junho, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
chuva fraca
28.1 ° C
29.9 °
27.9 °
94 %
3.6kmh
40 %
Seg
30 °
Ter
30 °
Qua
30 °
Qui
30 °
Sex
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioCulturaGoverno disponibiliza sete milhões de patacas para “parque temático” que celebrará relações...

      Governo disponibiliza sete milhões de patacas para “parque temático” que celebrará relações sino-lusófonas

      O Festival de Artes e Cultura entre a China e os Países de Língua Portuguesa, realizado em simultâneo com o Festival da Lusofonia, adopta, este ano, um modelo de “parque temático” para reforçar a ligação entre os espaços e a temática do evento, com exposições, espectáculos culturais, música, dança e cinema.

       

      O Executivo da RAEM vai investir, este ano, de 28 de Outubro a 18 de Novembro, um total de sete milhões de patacas no 4.º Encontro em Macau – Festival das Artes e Cultura entre a China e os Países de Língua Portuguesa, evento que decorre paralelamente à 25.ª edição do Festival da Lusofonia, e que terá ainda uma exposição de livros ilustrados nas línguas chinesa e portuguesa, espectáculos de música e dança tradicional na comunidade e um Festival de Cinema entre a China e os Países de Língua Portuguesa.

      Esta espécie de “parque temático” sino-lusófono passa a existir como conceito novo que visa, através da fusão de diversos eventos, criar uma atmosfera diferente. O Festival da Lusofonia, ex-libris deste encontro, custará aos cofres públicos cerca de três milhões de patacas, menos de metade do valor total orçamentado para o evento principal.

      Ainda que os eventos estejam agendados sobretudo para a ilha da Taipa, nomeadamente na zona das Casas-Museu da Taipa e Igreja do Carmo, este ano, alguns serão alargados “a outras comunidades da cidade, proporcionando diversas experiências culturais com vista à criação de Macau como parque temático” dedicado ao encontro cultural entre o território e os países lusófonos, notou a presidente do Instituto Cultural, Leong Wai Man, durante a apresentação do programa que se realizou na tarde de ontem, precisamente, no Anfiteatro das Casas-Museu da Taipa, que foi precedida de uma mostra de batucada e capoeira da responsabilidade de um grupo dirigido pelo mestre Eddy Murphy.

      A mesma responsável enfatizou o facto de o Festival da Lusofonia atingir as bodas de prata, aproveitando-se a bonita idade para celebrar a cultura macaense, com artesanato e muita gastronomia. “Assinalando-se, este ano, o 25.º aniversário do Festival da Lusofonia, este centrar-se-á na divulgação da cultura macaense, propondo-se também salientar a história da viagem das culturas dos países lusófonos através do oceano e do seu estabelecimento nesta cidade, com uma programação que abrangerá espectáculos em patuá promovidos por associações locais macaenses e uma mostra de gastronomia macaense”, acrescentou a responsável do IC.

      Assim, o Festival da Lusofonia, um evento marcado por mostras culturais, espectáculos de música e dança, jogos tradicionais portugueses e gastronomia típica de Angola, Brasil, Cabo Verde, Goa Damão e Diu, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste, decorre entre 28 e 30 de Outubro. Para aumentar a experiência festiva, serão exibidos ao ar livre filmes para pais e filhos e, ao mesmo tempo, o Instituto Cultural (IC), em colaboração com o Instituto de Formação Turística (IFTM), irá realizar provas de vinhos. Não faltará a habitual música, feita com a prata da casa, artesanato, vestuário e acessórios, gastronomia e informações turísticas “para que os visitantes possam experimentar as tradições festivas de longa data e as diversas culturas folclóricas dessas diferentes regiões”.

      Já a exposição de livros ilustrados em Chinês e Português está agendada de 28 de Outubro a 2 de Novembro, no Auditório do Carmo, “promovendo assim a adesão de um maior número de famílias ao intercâmbio cultural e linguístico”. A organização apresenta mais de 500 livros ilustrados e livros infantis em várias línguas, sobretudo em chinês e português. Nos dias 29 e 30 de Outubro, vão decorrer na galeria de exposições das Casas-Museu da Taipa palestras e workshops relacionados com livros ilustrados e literatura infantil. Os residentes interessados podem inscrever-se em www.icm.gov.mo/eform/event.

      Espetáculos de música e dança tradicional estão prometidos para os bairros comunitários nos dias 5 e 6 de Novembro.

      Por último, o Festival de Cinema entre a China e os Países de Língua Portuguesa realiza-se de 29 de Outubro a 18 de Novembro. Subordinado ao tema “Todos os rios correm para o mar”, o certame pretende destacar “o espírito de pioneirismo, intercâmbio, inclusão e compreensão mútua entre a China (incluindo Macau) e os países e regiões de língua portuguesa”. O evento “apresentará diversos filmes seleccionados da China e de países de língua portuguesa, permitindo ao público uma experiência cinematográfica mais intensa através de exibições ao ar livre, conversas pós-exibição e palestras sobre cinema”. Os filmes serão transmitidos nos cinemas do Galaxy e na Cinemateca Paixão