Edição do dia

Quarta-feira, 7 de Dezembro, 2022
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
céu limpo
17.9 ° C
21.6 °
17.9 °
72 %
7.2kmh
0 %
Qua
19 °
Qui
22 °
Sex
22 °
Sáb
22 °
Dom
21 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Cultura Governo lança nova ronda de apoio à indústria cultural

      Governo lança nova ronda de apoio à indústria cultural

      O Fundo de Desenvolvimento da Cultura anunciou ontem o lançamento da segunda ronda do plano de apoio financeiro para projectos comerciais das indústrias culturais, sob o qual empresários comerciais podem apresentar pedidos de apoio, de 27 de Setembro a 26 de Outubro.

      O lançamento deste plano visa apoiar as empresas no investimento e no desenvolvimento de projectos comerciais das indústrias culturais que satisfaçam as necessidades do mercado, incluindo, em particular, a operação da marca de design de Macau na área de design criativo; a produção e a realização das artes do espectáculo na área de exposições e espectáculos culturais, bem como, a filmagem e a produção cinematográficas e televisivas, a publicação de livros (incluindo a electrónica) e o fornecimento de conteúdos culturais para os suportes de informação na área de media digital.

      O candidato deve ser empresa comercial, constituída legalmente na RAEM, com mais de 50% do seu capital social detido por residentes da RAEM, ou ser empresário comercial, pessoa singular. Há quatro modalidades de apoio financeiro: empréstimos sem juros, pagamento de juros de empréstimos bancários, subsídio e empréstimos sem juros, pagamento de juros de empréstimos bancários e empréstimos sem juros. As empresas só podem optar por uma das modalidades para o pedido. Caso a empresa esteja no prazo de apoio financeiro, concedido na modalidade de subsídio pelo FDC, e não tenha apresentado o relatório final, ou caso tenha sido financiado sob a modalidade de subsídio por três vezes, só pode pedir a concessão por empréstimos sem juros ou pagamento de juros de empréstimos bancários. No entanto, não será contado o número de concessão no âmbito dos outros planos de apoio financeiro.

      O prazo máximo de apoio financeiro é de 60 meses. Relativamente ao limite concedido, serão definidos diferentes valores máximos para a concessão por subsídio, pagamento de juros de empréstimos bancário e empréstimos sem juros. As despesas elegíveis incluem: materiais produtivos e produção, rendas do local para a realização de actividades, serviços profissionais, promoção e divulgação, registo de patentes/marcas.

      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau