Edição do dia

Quarta-feira, 5 de Outubro, 2022
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
céu pouco nublado
29.9 ° C
31.9 °
29.9 °
79 %
6.7kmh
20 %
Qua
30 °
Qui
29 °
Sex
29 °
Sáb
28 °
Dom
28 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Grande China Portugal e China reiteram vontade de aprofundar cooperação

      Portugal e China reiteram vontade de aprofundar cooperação

      O Ministro dos Negócios Estrangeiros da China, Wang Yi, reuniu-se com o Ministro dos Negócios Estrangeiros português, João Gomes Cravinho, à margem da Assembleia Geral das Nações Unidas.

       

      Num encontro que decorreu em Nova Iorque, à margem da Assembleia Geral das Nações Unida, Wang Yi referiu que o povo chinês nutre “sentimentos de amizade pelo povo português”, e que as relações China-Portugal têm vindo a resistir aos “vários testes resultantes de conflictos internacionais”, alcançando um “desenvolvimento sólido, baseado na compreensão e na confiança mútua”, refere a Xinhua. “A cooperação entre os dois países superou o impacto da epidemia e avançou. A exportação de produtos agrícolas e alimentares portugueses para a China tem crescido de forma sustentada, e tanto a China como Portugal aderem à prática do multilateralismo genuíno”, referiu o diplomata chinês.

      Perante as “turbulentas mudanças na situação internacional”, a China mostrou-se disposta a trabalhar com Portugal “para salvaguardar conjuntamente o papel central das Nações Unidas nos assuntos internacionais e promover conjuntamente a causa da paz, do desenvolvimento e do progresso da humanidade”, acrescentou ainda o responsável.

      Wang Yi reiterou que Portugal é um membro importante da União Europeia (UE) e desempenha um papel positivo e construtivo nos intercâmbios China-UE. “A China intercede pela compreensão, apreciação e aprendizagem mútuas, bem como pela coexistência pacífica e o respeito pelos caminhos de desenvolvimento de cada parte, com base nas respectivas relações históricas e culturais com os países europeus”, frisou o governante

      João Gomes Cravinho, por sua vez, disse que as trocas amigáveis entre Portugal e a China duram há séculos, e a cooperação prática entre os dois países, em vários domínios, tem-se desenvolvido rapidamente, pelo que as empresas portuguesas revelam “um forte interesse” em investir na China.

      “A China é crucial para manter a paz e a segurança e enfrentar desafios comuns, como as mudanças climáticas. A parte portuguesa aprecia o papel activo da China nos assuntos internacionais e está disponível a manter intercâmbios de alto nível com a China e a promover o diálogo estratégico”, referiu o Ministro dos Negócios Estrangeiros português. “Portugal concorda com a diversidade civilizacional e defende o reforço do entendimento mútuo, através de diálogos abertos e francos, de modo a criar um ambiente favorável à cooperação multilateral e bilateral entre Portugal e Europa com a China”, prosseguiu.

      As duas partes aproveitaram ainda a ocasião e elogiaram a transferência de soberania de Macau, que decorreu através de uma negociação amigável que criou “um ponto positivo para a cooperação”, e afirmaram que irão aumentar conjuntamente o apoio à Comunidade dos Países de Língua Portuguesa.

       

      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau