Edição do dia

Quarta-feira, 22 de Maio, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
chuva moderada
28.2 ° C
29.3 °
26.9 °
83 %
3.1kmh
40 %
Qua
27 °
Qui
26 °
Sex
27 °
Sáb
28 °
Dom
28 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioCulturaCatarina Cottinelli expõe na Casa Garden

      Catarina Cottinelli expõe na Casa Garden

      Estava marcada primeiramente para 25 de Junho, no âmbito das comemorações do “Junho, mês de Portugal na RAEM”, mas devido ao surto local de Covid-19 que assolou Macau em Junho e Julho, só agora a artista Catarina Cottinelli vai apresentar ao público “Desenhar Macau – Desenho, Pintura, Gravura e Monotipias”, no próximo sábado, dia 24 de Setembro, pelas 17h30, na Casa Garden da Fundação do Oriente.

      A proposta da portuguesa é uma mostra com cerca de 150 obras de pintura a óleo, desenho e gravura, que estará patente até 21 de Outubro. Trata-se de uma espécie de retrospectiva dos trabalhos que Catarina Cottinelli tem vindo a fazer desde que chegou a Macau em 2018.

      Catarina Cottinelli havia confessado ao nosso jornal, em Junho passado, que a presença nos cursos de Casa de Portugal promovidos pela artista Madalena Fonseca, em 2019, ajudaram a desenvolver em si várias técnicas desde a pintura a óleo, paisagem, retratos e também gravura. “Os trabalhos expostos revelam o conjunto destas experiências e são o resultado destes quatro anos em Macau. Uma parte da exposição é dedicada às quarentenas, a primeira em casa em Março de 2020 e a outra já em 2021 no hotel Grand Coloane Resort”, explicou, acrescentando que há também uma série de retratos de família que a autora fez em 2020 para poder “estar com todos mesmo sem voltar a Portugal”. Entretanto voltou a Portugal e fez mais uma quarentena.

      Todas as obras de Catarina Cottinelli são, no seu conjunto, uma espécie de diálogo entre dois mundos: um mundo afectivo, distante tendo em consideração o afastamento que nos tem sido imposto pela pandemia, e um mundo realista que resulta da observação do meio envolvente, pode ler-se no comunicado de imprensa enviado ontem pela Fundação Oriente às redacções.

      Catarina nasceu em Lisboa e é licenciada em Arquitectura pela Universidade Técnica de Lisboa. Estudou desenho à mão livre na Berkeley University of California (UCLA), em 1985. Desde que chegou a Macau, em 2018, que é professora visitante na Universidade de São José (USJ). Integrou o programa de residências artísticas da delegação de Macau da Fundação Oriente, programa que teve início em 2011, no qual participaram vários artistas de Macau e de Portugal. É filha de Daciano da Costa, considerado o “pai do design português”, e neta de Cottinelli Telmo, arquitecto e cineasta, responsável pela Exposição do Mundo Português e por ter idealizado o Padrão dos Descobrimentos, bem como por ter realizado o filme “A Canção de Lisboa” com Vasco Santana, Beatriz Costa e António Silva. É caso para dizer que filha de peixe sabe nadar. Do trabalho deles, é quase certo, bebeu a influência do meio artístico.