Edição do dia

Quarta-feira, 7 de Dezembro, 2022
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
céu limpo
17.9 ° C
21.6 °
17.9 °
72 %
7.2kmh
0 %
Qua
19 °
Qui
22 °
Sex
22 °
Sáb
22 °
Dom
21 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Sociedade Número de alunos de Macau que estudam em Hengqin sobe 66%

      Número de alunos de Macau que estudam em Hengqin sobe 66%

      Cada vez mais estudantes de Macau escolhem estudar em Hengqin. Até 1 de Setembro, mais de 190 alunos de Macau optaram por frequentar a escola na zona estratégica, equivalente a um crescimento de 66% numa base anual, revelam as autoridades num relatório de balanço para assinalar um ano de aniversário da inauguração da Zona de Cooperação Aprofundada em Hengqin.

       

      A Zona de Cooperação Aprofundada entre Guangdong Macau em Hengqin está prestes a fazer um ano. Segundo o relatório de balanço divulgado em 1 de Setembro, 194 alunos de Macau passaram a estudar em Hengqin, o que representa um aumento de 66% em relação ao mesmo período do ano anterior.

      Segundo as autoridades, para “criar um círculo da vida cada vez mais semelhante a Macau”, Hengqin tem concretizado a implementação nas admissões escolares, permitindo aos alunos de Macau que frequentam as instituições de ensino de escolaridade obrigatória e jardins de infância públicos em Hengqin continuarem a aproveitar o subsídio educativo atribuído pelo Governo de Macau, em caso de os encarregados de educação dos mesmos residirem ou trabalharem na zona.

      Recorde-se que a zona estratégica foi inaugurada em 17 de Setembro de 2021, uma decisão do Governo Central que teve o objectivo de criar condições para o desenvolvimento diversificado das indústrias de Macau e dar um novo impulso à diversificação económica do território.

      Actualmente, existem 11 estabelecimentos educativos que se encontram em Hengqin, incluindo sete escolas públicas (três escolas básicas dos 1.º e 2.º ciclos, duas escolas básicas do 3.º ciclo e dois jardins de infância) e quatro escolas privadas (um jardim de infância, uma instituição de ensino secundário complementar com nove anos de escolaridade e uma instituição de formação).

      Segundo a Direcção dos Serviços de Educação de Hengqin, para “aliviar ainda mais a escassez de vagas escolares na zona, as autoridades estão a acelerar a aquisição de um terreno e construção de escolas para disponibilizar mais vagas aos serviços escolares. O organismo acrescentou ainda que a obra de construção de um novo jardim de infância será concluída no início do próximo ano, e o mesmo pode proporcionar mais 360 vagas a alunos.

      De acordo com a directora adjunta interina da Direcção dos Serviços da Vida da População em Hengqin, Fong Fong Tan, 6.128 alunos foram registados para estudar em Hengqin, incluindo 194 estudantes residentes de Macau, um aumento de 66% em comparação com o mesmo período no ano anterior.

      Além da educação para o ensino não superior, nove serviços públicos subordinados das autoridades de Hengqin atraíram mais de 544 jovens de Macau para realizar estágios, destacando-se em várias áreas como economia e finanças, contabilidade, gestão, jornalismo, educação e medicina.

       

      MAIS DE 4 MIL UNIDADES RESIDENCIAIS PARA RESIDENTES DE MACAU

       

      De acordo com as estatísticas dos Serviços de Alfândega de Zhuhai, mais de 3,8 mil veículos atravessam a fronteira através de Posto Fronteiriço Hengqin todos os dias. No ano passado, foram 7,26 milhões de viagens por passageiros e 1,02 milhões por veículos através do Posto Fronteiriço de Hengqin, entre os quais 660 mil foram de veículos motorizados autorizados para circulação entre Macau e Hengqin (veículos de matrícula única), um aumento anual de 24%.

      Mais de 8.900 residentes de Macau solicitaram autorizações de residência em Hengqin e 9.125 frações imobiliárias foram adquiridas. Segundo as autoridades da região vizinha, o projecto pioneiro “Novo Bairro de Macau” destinado a residentes de Macau e a ser desenvolvido em Hengqin, com funções integradas de habitação, saúde e educação, vai ser concluído no segundo semestre de 2023 e, a partir daí, 4,2 mil unidades residenciais estarão disponíveis para venda em empreendimentos aos residentes do território.

      O gestor do projecto relevou que os residentes de Macau que vivem em Hengqin podem continuar a usufruir da educação, cuidados de saúde e outros benefícios sociais de Macau em Hengqin. Acrescentou ainda que as instalações destinadas à vida da população no projecto serão operadas pelos prestadores de serviços de Macau, garantindo a manutenção de um nível de qualidade semelhante a Macau.

       

      MAIS DE 74 MIL RESIDENTES DE MACAU CONSULTARAM MÉDICOS EM HENGQIN

       

      Quanto aos serviços médicos, foram estabelecidas quatro instituições de saúde públicas e 24 privadas. Entre elas, duas são de capital de Macau, quatro lares de cuidados continuados para idosos foram concluídos e começaram a funcionar, tendo atraído mais de 74 mil residentes de Macau que consultaram médicos em Hengqin.

      Os médicos estrangeiros e de Hong Kong e Macau já podem exercer actividades profissionais em Hengqin com a licença temporária para o exercício de actividades de saúde. Até agora, 66 profissionais de saúde de Hong Kong e Macau estão a trabalhar em instituições médicas em Hengqin.

       

      MAIS DE 70% DAS EMPRESAS DE CAPITAL EXTERIOR EM HENGQIN SÃO DE MACAU

       

      Desde o estabelecimento da zona estratégica de Hengqin que marcaram presença 4.298 novas empresas na região, incluindo mais de 702 empresas financiadas por Macau, representando 72% das empresas de capital fora do interior da China.

      Os últimos dados revelados pelas autoridades mostram que, no primeiro semestre deste ano, Hengqin alcançou um PIB de 22,393 mil milhões de renminbis, correspondente a um crescimento de 2,5% numa base anual. Destes, o valor acrescentado do sector financeiro foi de 8.217 mil milhões de renminbis, um aumento de 11% numa base anual, representando quase 40% do PIB. As receitas fiscais do sector financeiro foram de 7,5 mil milhões de renminbis, representando 40% das receitas fiscais totais de Hengqin.

       

      MAIS DE MIL PROFISSIONAIS QUALIFICADOS DE MACAU PARA EXERCÍCIO TRANSFRONTEIRIÇO

       

      Cinco bases de inovação e empreendedorismo para jovens de Hong Kong e Macau foram criadas, indicaram as autoridades, referindo que, desde Julho, um total de 536 projectos de Macau foram incubados em Hengqin.

      Além disso, mais de 1.000 profissionais qualificados de Macau nas áreas da arquitectura, design, turismo e saúde já estão autorizados a praticar do outro lado da fronteira.

       

      NOVAS FRONTEIRAS ADUANEIRAS PRONTAS NO FIM DO ANO

       

      A construção de novas fronteiras aduaneiras que visam facilitar a mobilidade de pessoal e mercadorias entre Macau e Hengqin vai ser concluída no fim deste ano, relevou o director interino para o Desenvolvimento Económico de Hengqin, António Lei. Com este novo mecanismo, Hengqin vai ser tratado separadamente de resto do interior da China e ser integrado ainda mais com o território com um controlo relaxado à circulação de pessoas entre Hengqin e Macau.

      Recorde-se que desde 1 de Setembro que os residentes estrangeiros em Macau já podem aproveitar as novas medidas que facilitam a entrada na Zona de Cooperação em Hengqin anunciadas pelo Comissariado do Ministério dos Negócios Estrangeiro da China.

      Assim, os residentes permanentes de nacionalidade do estrangeiro podem pedir um visto de cinco anos com múltiplas entradas e os não permanentes podem ter um visto para Hengqin com a validade do respectivo BIR. Os trabalhadores não-residentes profissionais podem pedir um visto de um ano com múltiplas entradas.

       

      PONTO FINAL