Edição do dia

Quarta-feira, 22 de Maio, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
chuva fraca
26.3 ° C
27.6 °
25.9 °
94 %
2.1kmh
40 %
Qua
26 °
Qui
27 °
Sex
27 °
Sáb
27 °
Dom
28 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioEconomiaLET Group admite perdas de 387 milhões de dólares de Hong Kong...

      LET Group admite perdas de 387 milhões de dólares de Hong Kong no primeiro semestre

      A LET Group Holdings Ltd, conhecida anteriormente como Suncity Group Holdings Ltd, anunciou que espera perdas de 387,1 milhões de dólares de Hong Kong nos primeiros seis meses do ano. No mesmo período do ano passado, o Suncity Group registou lucros de 251,1 milhões de dólares de Hong Kong.

      “Devido à suspensão do negócio de produtos e serviços relacionados com viagens desde Dezembro de 2021 e à cessação do negócio de produtos e serviços relacionados com viagens e serviços hoteleiros e de serviços de consultoria geral dos ‘resort integrados’, com efeitos a partir de 1 de Abril de 2022, respectivamente, não houve receitas geradas por estes segmentos durante os seis meses terminados a 30 de Junho de 2022”, disse a empresa numa nota enviada à Bolsa de Hong Kong, citada pelo portal GGRAsia.

      A empresa declarou que, embora as operações globais do grupo ainda estejam a ser afectadas pela Covid-19 e pelas restrições pandémicas, o grupo “esperava registar um aumento das receitas provenientes da continuação das operações de cerca de 31,7%” para os seis meses que terminaram a 30 de Junho de 2022.

      Em meados de Julho, o conselho de administração da Suncity Group Holdings Limited enviou uma nota à Bolsa de Valores de Hong Kong a anunciar a alteração do nome do grupo para “LET Group Holdings Limited”. O nome proposto pelo conselho de administração é uma sigla, com “L” que significa “Lazer”, “E” a significar “Entretenimento”, e “T”, de “Taste”, em português, “Gosto”. “A direcção é da opinião que a proposta de mudança de nome da empresa reflectirá melhor o plano estratégico de negócios do grupo e a sua futura direcção de desenvolvimento com o foco no negócio relacionado com o turismo”, lê-se no comunicado. A empresa acreditava que o novo nome podia “trazer uma nova atmosfera à imagem corporativa da empresa e identidade, o que ajudará a empresa a melhor captar potenciais oportunidades de negócio e a beneficiar o desenvolvimento futuro do grupo”.

      Ponto Final
      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau