Edição do dia

Quarta-feira, 5 de Outubro, 2022
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
céu pouco nublado
29.9 ° C
31.9 °
29.9 °
79 %
6.7kmh
20 %
Qua
30 °
Qui
29 °
Sex
29 °
Sáb
28 °
Dom
28 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Ásia Bill Gates pede à Coreia do Sul para que invista na cooperação...

      Bill Gates pede à Coreia do Sul para que invista na cooperação global na área da saúde

       

      O fundador da Microsoft, Bill Gates, pediu ontem à Coreia do Sul para que desempenhe um papel importante na cooperação global em saúde, especialmente no campo do fabrico de vacinas e investigação. “A Coreia está pronta para ser líder neste campo, nomeadamente no fabrico de vacinas, no diagnóstico e na investigação”, disse Gates, durante a sua visita a Seul, durante a qual se dirigiu à Assembleia Nacional da Coreia do Sul antes de se encontrar com o porta-voz do parlamento, Kim Jin-pyo.

      O também copresidente da Fundação Bill e Melinda Gates afirmou que espera reforçar a sua associação com aquele país asiático, num momento de “crise sanitária mundial”. Prometeu contribuir com ideias para o desenvolvimento de novas ferramentas e recursos para ajudar os mais necessitados.

      O magnata também felicitou Seul pelo seu compromisso de doar 200 milhões de dólares para o programa internacional de distribuição de vacinas contra a covid-19 (COVAX) e disse que ajudar os necessitados é “a coisa certa e inteligente a fazer”. “Não apenas lutaremos contra doenças infecciosas, como a poliomielite e o sarampo, mas salvaremos a humanidade destas”, referiu Gates, sublinhando que “futuras pandemias devem ser evitadas”. O bilionário afirmou que se deve “colocar um fim na covid-19″, mas sublinhou que esta doença mostrou que “todos estão profundamente conectados”.

      A visita do empresário coincide com o anúncio na segunda-feira de que o conglomerado tecnológico sul-coreano SK investirá 250 milhões de dólares (246,6 milhões de euros) na empresa TerraPower, fundada por Gates e dedicada ao desenvolvimento de pequenos reatores nucleares ou reatores modulares. Este investimento faz parte de uma ronda de captação de recursos de 750 milhões de dólares, codirigida pelo empresário.

      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau