Edição do dia

Quarta-feira, 22 de Maio, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nevoeiro
24 ° C
24.9 °
23.9 °
100 %
2.6kmh
40 %
Qua
26 °
Qui
26 °
Sex
27 °
Sáb
28 °
Dom
28 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioSociedadePeríodo de consolidação, que deverá entrar em vigor no sábado, vai durar...

      Período de consolidação, que deverá entrar em vigor no sábado, vai durar pelo menos duas semanas

      De acordo com o plano do Governo, o período de consolidação deverá entrar em vigor no sábado. No entanto, são poucos os pormenores avançados pelas autoridades. Leong Iek Hou adiantou apenas que este período de consolidação deverá prolongar-se por mais duas semanas.

      São escassas as informações dadas pelo Governo sobre o período de consolidação, que, de acordo com a calendarização do Governo, deverá entrar em vigor no sábado. Na conferência de imprensa de ontem do Centro de Coordenação de Contingência do Novo Tipo de Coronavírus, Leong Iek Hou indicou apenas que este período irá prolongar-se por mais duas semanas, pelo menos.

      “Nos nossos planos preliminares, prevemos que o período de consolidação seja de duas semanas, mas pode variar, conforme a evolução epidemiológica”, indicou a chefe da Divisão de Prevenção e Controlo de Doenças Transmissíveis dos Serviços de Saúde.

      A médica referiu também que, durante este período de consolidação, alguns estabelecimentos vão continuar encerrados e, ao mesmo tempo, será necessário que a população continue a sujeitar-se a testes regulares de ácido nucleico. “Mas no período de consolidação, parte das actividades serão reiniciadas e, ao reiniciá-las, vai haver maior fluxo de pessoas e, para fazer face a isso, temos de adoptar medidas para identificar eventuais casos de infecção”, sublinhou.

      Leong Iek Hou não adiantou mais pormenores sobre este plano de consolidação, atirando informações concretas para mais tarde. A responsável indicou depois que as autoridades já estão a fazer os preparativos para que Macau possa entrar na próxima fase. “Mas, se efectivamente vamos conseguir fazer isso, dependerá da evolução epidemiológica”, ressalvou.

      Na conferência de imprensa de ontem, as autoridades fizeram o balanço dos casos detectados na segunda-feira. Segundo os dados do Governo, o número de novos casos detectados tem vindo a diminuir e na segunda-feira foram diagnosticadas dez pessoas, sendo que apenas três delas estavam na comunidade.

      Na passada quinta-feira, o número de novas infecções foi de 33 e destas 11 foram detectadas na comunidade. Na sexta-feira, surgiram 31 novas infecções, 13 delas na comunidade. No sábado, foram 27 novas infecções, quatro delas na comunidade. E no domingo tinham sido 22 casos novos, oito deles na comunidade.

      Assim, desde o início do surto, há precisamente um mês, foram detectados 1.765 casos de Covid-19. Destes, 1.089 não tinham qualquer sintoma.

      O responsável dos Serviços de Polícia Unitários (SPU) indicou que, durante o dia de ontem, foram feitos 660 reparos a pessoas que, alegadamente, violavam o despacho do Chefe do Executivo. E, além disso, desde 11 de Julho, foram feitas 28 acusações por alegada violação da lei. A mais recente acusação aconteceu na segunda-feira e teve como alvo uma mulher de 50 anos que estava na rua sem máscara.

      CAIXA:

      Chefe do Executivo prepara entrada em vigor do período de consolidação

      Ho Iat Seng esteve ontem no Centro de Operações de Protecção Civil para preparar a entrada em vigor do período de consolidação, que deverá ocorrer no sábado. Segundo um comunicado divulgado na tarde de ontem, o Chefe do Executivo deu orientações aos serviços para a próxima fase. Ho Iat Seng pediu que os serviços envidassem “todos os esforços para se alcançar o objectivo de zero casos na comunidade o mais rapidamente possível, de forma a que haja igualmente uma retoma, com a maior brevidade, da actividade normal da sociedade”. Na reunião, Elsie Ao Ieong, secretária para os Assuntos Sociais e Cultura, fez uma apresentação dos trabalhos preparativos e dos principais pontos do período de consolidação, cujo início está previsto para sábado. O Chefe do Executivo reiterou que “todos os serviços têm de cumprir as suas funções e colaborar estreitamente no combate à actual situação epidémica, dando prioridade à salvaguarda da vida e da saúde dos residentes”. Ho Iat Seng disse ainda que os serviços “devem ainda controlar a epidemia rapidamente e assegurar o fornecimento estável de produtos de primeira necessidade, garantindo a estabilidade social, enquanto se procura alcançar a meta dinâmica de infecção zero com a maior brevidade possível”. Em conclusão, o Chefe do Executivo aproveitou para agradecer à população a sua “tolerância e colaboração”, estendendo os agradecimentos ao Centro de Operações de Protecção Civil e ao Centro de Coordenação de Contingência do Novo Tipo de Coronavírus, bem como a todos os funcionários públicos, associações, e funcionários de diferentes entidades e voluntários pelo seu árduo trabalho no combate à epidemia.

      PONTO FINAL