Edição do dia

Sexta-feira, 24 de Maio, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
aguaceiros fracos
25 ° C
25.9 °
24.9 °
100 %
2.1kmh
75 %
Sex
26 °
Sáb
26 °
Dom
28 °
Seg
28 °
Ter
27 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioSociedadeProfessor suspeito de importunação sexual a aluna durante convívio organizado na UM

      Professor suspeito de importunação sexual a aluna durante convívio organizado na UM

      Segundo revelou ontem o jornal Orange Post, da Universidade de Macau (UM), um professor da instituição de ensino organizou um convívio no dormitório do campus duranteo período de confinamento, que se irá prolongar ao longo desta semana, denunciando ainda que o docente importunou sexualmente uma aluna universitária presente no convívio.

      O episódio foi revelado após uma denúncia enviada ao jornal. Segundo o denunciante, um professor da Faculdade de Letras da UM convidou vários alunos para um jantar no dormitório dos docentes. A fonte referiu que o convíviodecorreu na noite do sábado, e o professor em causa tomou a iniciativa de servir bebidas aos alunos participantes. Posteriormente, depois de beber alguns copos, o docenterepetiu várias vezes “palavras indecentes”, algumas de “conotação sexual”, e terá procurado contacto físico por meio de abraços, carícias, agarrando até uma aluna com a intenção de lhe tocar no peito, segundo a publicação.

      O denunciando frisou ainda que o referido convívio terminou apenas a meio da noite, e que o professor estava embriagado quase até à inconsciência. O Orange Post indicou que, após o incidente, algumas alunas que compareceram à festa sentiram-se bastante desconfortáveis e entraram em pânico, denunciando o caso à instituição de ensino superior e posteriormente às autoridades.

      O chefe da Divisão de Operações e Comunicações, Ma Chio Hong, do Corpo de Polícia de Segurança Pública, afirmou ontem na conferência de imprensa das autoridades de saúde que apolícia já recebeu a queixa e está a acompanhar o caso.

      A Universidade de Macau emitiu ontem à noite um comunicado reiterando que terá “tolerância zero em relação aqualquer comportamento ilegal, e que está altamente preocupada com um incidente em que o pessoal no campus alegadamente violou a política e as directrizes de prevenção de epidemias do Governo”. A UM acrescentou ainda que, de momento, não tem mais comentários sobre a ocorrência.