Edição do dia

Sexta-feira, 24 de Maio, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
aguaceiros fracos
25.9 ° C
26 °
25.9 °
94 %
2.6kmh
75 %
Sex
26 °
Sáb
26 °
Dom
28 °
Seg
28 °
Ter
27 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioEconomiaDistrito de Nansha vai oferecer subsídios a jovens trabalhadores de Macau e...

      Distrito de Nansha vai oferecer subsídios a jovens trabalhadores de Macau e de Hong Kong

      O distrito de Nansha, da cidade de Cantão, anunciou a concessão de um subsídio que pode ir até aos 120 mil renminbis para jovens originários de Macau e de Hong Kong que trabalham na zona. É ainda atribuído um subsídio salarial até cinco mil renminbis.

       

       

      Os jovens trabalhadores de Macau e de Hong Kong no distrito de Nasha, da cidade de Cantão, vão ter direito a um subsídio que pode ir até aos 120 mil renminbis, ou seja, cerca de 145 mil patacas, noticiou ontem o portal Macau News Agency.

      O projecto tem como objectivo construir em Nansha uma “nova casa para os jovens de Hong Kong e Macau viverem e trabalharem em paz e contentamento” no prazo de três anos. Assim, as autoridades do distrito lançaram dez medidas de apoio ao empreendedorismo e emprego dos jovens de Hong Kong e de Macau na nova zona de Nasha de Cantão. O pacote de medidas pretende encorajar os jovens das duas regiões administrativas especiais a trabalharem e a iniciarem negócios no distrito.

      As medidas propostas incluem então o subsídio directo de até 120 mil renminbis para os jovens de Macau e Hong Kong que optem por trabalhar em Nansha. Ao mesmo tempo, será concedido um subsídio mensal adicional de até cinco mil renminbis a ser incluído no salário ao longo de três anos consecutivos.

      Além disso, os empregadores que contratarem jovens de Macau ou de Hong Kong terão direito a até 200 mil renminbis pelo recrutamento dos jovens das duas regiões, e será ainda concedida uma recompensa máxima de 100 mil renminbis às agências de recursos humanos que promovam o emprego de jovens das duas regiões em Nansha.

      Segundo a Macau News Agency, a região criará também um programa de estágio que prevê cerca de mil postos de estágio por ano, com um plano de subsídios no total valor de dois milhões de renminbis.

      Por outro lado, para encorajar os jovens de Macau e Hong Kong a participarem em projectos de formação profissional, as medidas vão conceder um subsídio de 80 mil renminbis para aqueles que obtiverem qualificações profissionais ou certificados práticos.

      No que toca à criação de empresas, será concedido um subsídio até 3,7 milhões de renminbis para jovens empresários de Macau e Hong Kong, bem como apoio administrativo durante o processo de registo, arrendamento de escritório, recrutamento e assistência jurídica.

      Será também criada uma Fundação para a Inovação e Empreendedorismo dos Jovens de Hong Kong e Macau, com cerca de mil milhões de renminbis injectados na instituição, para encorajar os fundos de capital de risco a investirem nos projectos de empreendedorismo dos jovens das regiões.

      Os bancos e instituições financeiras são também encorajados a fornecer apoio de empréstimo aos projectos de empreendedorismo juvenil, com uma compensação de risco de crédito de até 2,5 milhões renminbis concedida às instituições.

      Além disso, o plano de apoios propõe-se a construir Bases de Inovação e Empreendedorismo para Jovens de Hong Kong e Macau, dando às bases elegíveis uma subvenção anual de até um milhão de renminbis.

      O distrito de Nansha também vai dar apoio no alojamento para os jovens elegíveis das duas regiões, disponibilizando apartamentos ou subsídios no valor de 20 mil renminbis por ano.

       

       

       

      Ponto Final
      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau