Edição do dia

Terça-feira, 9 de Agosto, 2022
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
céu pouco nublado
27.9 ° C
27.9 °
26.9 °
83 %
5.1kmh
20 %
Seg
28 °
Ter
28 °
Qua
29 °
Qui
28 °
Sex
29 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Sociedade Número de casos de Covid-19 sobe para 391. Já há um caso...

      Número de casos de Covid-19 sobe para 391. Já há um caso grave, mas estável

      Há mais 58 casos confirmados de infecção por SARS-CoV-2 no território, revelaram ontem as autoridades sanitárias. Uma mulher de 60 anos, doente crónica e com historial clínico relevante, precisou de oxigénio. A situação é considerada grave, mas a paciente encontra-se em estado estável. Segundo dia da testagem em massa continua hoje.

       

      O número de casos de Covid-19 confirmados em Macau subiu para 357 nas últimas 24h, anunciaram ontem as autoridades na habitual conferência de imprensa do Centro de Coordenação de Contingência do Novo Tipo de Coronavírus sobre o ponto de situação da Covid-19 no território.

      Apesar de grande maioria serem casos assintomáticos, entre os casos com sintomas, uma mulher de 60 anos, doente crónica com historial clínico relevante, apresenta um quadro clínico que, apesar de estável, é considerado grave. “Trata-se de uma pessoa com problemas de saúde. A mulher em questão sofre de doença crónica e, após ser colocada sob observação médica, desenvolveu dispneia, com tomografia computadorizada de tórax mostrando pneumonia bilateral”, revelou a chefe da Divisão de Prevenção e Controlo de Doenças Transmissíveis dos Serviços de Saúde, Leong Iek Hou, que acrescentou que a paciente, que recebeu três doses da vacina da Sinopharm, “já recebeu medicação para tratamento da Covid-19.

      Durante a conferência de imprensa, as autoridades sanitárias do território tinham divulgado apenas um total de 375 casos confirmados, mas pouco depois revelaram o surgimento de mais 16 casos, o que perfaz as 391 infecções declaradas até ao fecho desta edição. Entre os casos confirmados primeiramente, há 211 mulheres e 146 homens, com idade variando de 8 meses a 89 anos. Cerca de 88 desses casos confirmados relataram sintomas, enquanto 269 eram assintomáticos.

      Continuam a existir 10 grupos de infectados e as autoridades seguem de muito perto 30 pessoas que, a qualquer momento, podem passar a contar como casos confirmados. Um total de 8.283 indivíduos foram acompanhados para investigação epidemiológica até esta segunda-feira, incluindo 1.102 contactos próximos, 5.550 contactos próximos não essenciais, 296 contactos próximos secundários, 337 contactos gerais e 641 acompanhantes. Existem actualmente 13 zonas de código vermelho envolvendo 2.641 pessoas e 51 zonas de código amarelo envolvendo 3.732 pessoas.

      Tal como anteontem, o número de entradas e saídas nas fronteiras da RAEM também atingiu níveis inferiores a 1.000, indicou ainda o representante do Corpo de Polícia de Segurança Pública.

       

      TESTAGEM EM MASSA CONTINUA HOJE

       

      A terceira ronda de testagem em massa segue ainda durante o dia de hoje até às 18h. Dados divulgados pelos Serviços de Saúde mostram que, até as 15h de ontem, um total de 162.958 pessoas foram testadas na terceira ronda, com 10.073 pessoas a revelarem resultado de teste negativo. “O objectivo, volto a dizer, é encontrar o mais rápido possível as pessoas infectadas para controlar o surto”, reiterou a médica, admitindo que, no futuro, as crianças mais pequenas possam ser dispensadas da realização dos testes em massa “se ficar provado que a criança não sai de casa”.

      A chefe da Divisão de Prevenção e Controlo de Doenças Transmissíveis dos Serviços de Saúde disse ainda estar esperançosa nesta luta contra o coronavírus. “Nós estamos a controlar a pandemia. De acordo com os últimos dados, conseguimos controlar os pacientes através das investigações epidemiológicas. Penso que o trabalho tem sido positivo”, notou.

      Recorde-se que as autoridades têm à disposição um total de 61 estações de testagem: 41 estações gerais, 13 estações de auto-pagamento (ambas com marcação prévia) e sete estações de atendimento (para pessoas com necessidades especiais que não fazem marcação prévia). Cada pessoa que efectuar o teste receberá cinco kits de teste rápido de antígeno e 10 máscaras KN95, que, de acordo com os Serviços de Saúde, “são mais eficientes na prevenção de infecções do que as máscaras cirúrgicas normais”.

      Os idosos são grupo de risco e as autoridades estão a envidar esforços para que o SARS-CoV-2 não chegue aos lares do território. “Os lares do território estão a funcionar em sistema fechado. Num total de 34 casas de acolhimento, todos os trabalhadores, mesmo em circuito fechado, são testados três vezes para assegurarmos que ninguém seja contaminado”, revelou o representante do Instituto de Acção Social (IAS), admitindo que o trabalho realizado com os idosos “é uma tarefa muito difícil”.

      Leong Iek Hou revelou ainda que até ao final desta semana as farmácias do território vão reabastecer o stock de testes rápidos. As listas de stocks podem ser conferidas na página do Instituto para a Supervisão e Administração Farmacêutica (ISAF). “O preço dos reagentes de antigénio do SARS-CoV-2 varia consoante a embalagem, a marca, o local de origem e os custos de importação. Após inspecção, verifica-se que de momento o preço de um kit varia entre 10 e 50 patacas. Os importadores já aumentaram o volume de importação com a previsão da chegada a Macau do novo stock ainda esta semana”, referiu a responsável.

      O ISAF já certificou um total de 69 testes de antigénio diferentes e a mesma responsável pediu ainda para que a população não “açambarcasse” os stocks das farmácias.

      As autoridades sanitárias também lançaram ontem, pela primeira vez e ainda em formato de teste, o veículo itinerante de colheita de amostras. No primeiro dia, e até às 13h, recolheu 534 amostras em várias zonas residenciais de Coloane.

       

       

      PONTO FINAL