Edição do dia

Sexta-feira, 24 de Maio, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
aguaceiros fracos
25 ° C
25.9 °
24.9 °
100 %
2.1kmh
75 %
Sex
26 °
Sáb
26 °
Dom
28 °
Seg
28 °
Ter
27 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioPolíticaPedido relaxamento de restrições para mitigar pressão psicológica dos residentes

      Pedido relaxamento de restrições para mitigar pressão psicológica dos residentes

      O deputado Zheng Anting apresentou ontem uma interpelação oral acerca da saúde psicológica dos residentes, apontando para o fraco desempenho da economia de Macau. Durante o debate de ontem na Assembleia Legislativa (AL), a deputada Lo Choi In pediu ao Governo que flexibilizasse as restrições relacionadas com a pandemia, mas ficou sem resposta.

      “Devemos relaxar restrições, nomeadamente o distanciamento social, o prazo de validade de teste de ácido nucleico [para quem quer ir à China continental], medidas de quarentena”, pediu a deputada eleita pela via directa. No entanto, a resposta foi barrada por Kou Hoi In, presidente da AL, que disse à secretária para os Assuntos Sociais e Cultura que podia não responder à questão, uma vez que, no seu entender, “não tem nada a ver” com o tema do debate. Assim, Elsie Ao Ieong lembrou apenas que o Governo tem organizado “actividades culturais e desportivas” para minimiar a pressão psicológica dos residentes.

      Além disso, a secretária deu como exemplo de uma “medida preventiva” face à ansiedade dos residentes a criação da Página Electrónica Especial Contra Epidemias. Elsie Ao Ieong assumiu que “os residentes possam originar facilmente diferentes graus de ansiedade e de emoções negativas” no contexto da pandemia.

      A secretária apontou também que, em 2021, o número de consultas externas do Serviço de Psiquiatria do Centro Hospitalar Conde de São Januário ultrapassou 45 mil, registando-se um aumento anual de 13%; enquanto o número de consultas externas de saúde mental nos centros de saúde foi cerca de 6.500, representando um aumento anual de 35%. Por outro lado, o Instituto de Acção Social, através da linha aberta, recebeu em 2021 mais de 12 mil chamadas telefónicas.