Edição do dia

Sábado, 18 de Maio, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
26.9 ° C
30.4 °
25.9 °
78 %
5.1kmh
40 %
Sáb
27 °
Dom
25 °
Seg
24 °
Ter
24 °
Qua
24 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioGrande ChinaPequim pede a novo líder de Hong Kong que resolva problemas sociais...

      Pequim pede a novo líder de Hong Kong que resolva problemas sociais da cidade

      O primeiro-ministro chinês pediu ontem ao novo chefe do executivo de Hong Kong, John Lee, para resolver os “problemas sociais” da cidade e desenvolver a economia, numa cerimónia, em Pequim.

       

      Li Keqiang, primeiro-ministro chinês, salientou que o novo governo de Hong Kong deve “melhorar a subsistência das pessoas” e “unir os vários sectores da cidade para resolver os problemas sociais”, de acordo com a imprensa local. Na cerimónia, Li apresentou a carta que formaliza a nomeação de Lee, que vai tomar posse em 1 de Julho.

      O primeiro-ministro chinês garantiu que o governo central ia defender o princípio “Um país, dois sistemas” – que tem governado Hong Kong desde o regresso à soberania chinesa em 1997 e permite um grau de autonomia e liberdades que não existem no continente – de uma “forma abrangente e precisa”, noticiou o jornal da região semiautónoma chinesa South China Morning Post (SCMP). “Também exerceremos plena e precisamente a jurisdição abrangente do governo central sobre Hong Kong, bem como o princípio de que Hong Kong é administrada por patriotas”, acrescentou.

      Segundo Li, Pequim vai “apoiar plenamente” o novo chefe executivo de Hong Kong e o governo, “de acordo com a lei”, e salientou que a cidade devia “estudar os pontos fortes e as áreas em que se pode destacar”, e “compreender também o que o país precisa da cidade”, uma vez que “se integra” no desenvolvimento da nação. “O novo governo da cidade precisa de melhorar a sua eficiência e reforçar o estatuto de Hong Kong como centro internacional de finanças, comércio e transportes”, acrescentou o primeiro-ministro chinês. Em resposta, Lee, de 64 anos, disse aceitar a responsabilidade “com lealdade”, depois de ter sido eleito, em 8 de Maio, por 1.416 dos 1.461 membros da comissão eleitoral.

      O Presidente chinês, Xi Jinping, prometeu ontem o seu apoio ao próximo líder de Hong Kong, ao receber John Lee em Pequim, um mês antes de ele assumir o cargo, informou a imprensa oficial chinesa. Um novo sistema eleitoral, promovido pelo Governo central, foi implantado em 2021 em Hong Kong, para garantir que a região semi-autónoma seja governada exclusivamente por “patriotas” leais ao regime chinês.

      John Lee, de 64 anos e antigo chefe de segurança de Hong Kong, foi nomeado no início de Maio por um pequeno “comité eleitoral”, composto por membros leais a Pequim. “O futuro governo definitivamente vai criar uma nova atmosfera e escrever um novo capítulo no desenvolvimento de Hong Kong”, disse Xi, segundo comentários divulgados pela agência noticiosa oficial Xinhua. “O Governo central tem total confiança em si” para realizar esta missão, assegurou.

      A presença de Xi em Hong Kong durante a tomada de posse não foi confirmada. Caso se confirme, seria a primeira viagem do presidente para fora da China continental desde o início da pandemia da covid-19. Lusa

      Ponto Final
      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau