Edição do dia

Quarta-feira, 22 de Maio, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nevoeiro
24 ° C
24.9 °
23.9 °
100 %
2.6kmh
40 %
Qua
26 °
Qui
26 °
Sex
27 °
Sáb
28 °
Dom
28 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioSociedadeGoverno prepara voo para ir buscar estudantes a Xangai

      Governo prepara voo para ir buscar estudantes a Xangai

      O Governo está a preparar um voo especial para 1 de Junho para ir buscar a Xangai residentes do território a estudar naquela cidade chinesa. “A Air Macau obteve o consentimento preliminar das autoridades competentes de Xangai e irá envidar esforços para fornecer um voo especial em 1 de Junho”, lê-se num comunicado divulgado ontem pela Direcção dos Serviços de Educação e de Desenvolvimento da Juventude (DSEDJ). Um surto de covid-19 em Xangailevou as autoridades chinesas a impor um confinamento quase total da cidade, com cerca de 25 milhões de habitantes, há cerca de dois meses.

      No final de Abril, a presidente de uma associação de universitários de Macau em Xangai disse à Lusa que cerca de 140 estudantes queriam regressar ao território e que o governo da região administrativa especial chinesa tinha pedido cooperação com as medidas anti-pandémicas em vigor. Em meados de Março, a associação College já tinha contactado as autoridades de Macau, “mas todos os departamentos [governamentais] indicaram não existir forma de resolver o problema do regresso dos estudantes”, afirmou Coco Choi. Choi descreveu que, devido às políticas anticovid-19 em Xangai, os estudantes enfrentavam condições difíceis. “Algumas universidades fecharam os dormitórios, os estudantes não conseguem sair do quarto. Algumas universidades fecharam as casas de banho e os estudantes não podem tomar banho, sendo que alguns estudantes queixaram-se que não têm refeições suficientes”, esclareceu. As autoridades de Macau adiantaram, no entanto, que, naquele momento, não havia voos de Xangai para o território.

      No comunicado emitido ontem pela DSEDJ lê-se que, “em meados de Maio, a epidemia em Xangai encontrava-se efectivamente controlada”, mas que o facto dos “serviços aeroportuários estarem ainda limitados”, continuava a impossibilitar a organização de voos para Macau. Contudo, ressalvou a nota, nos últimos dias, houve progressos nas negociações entre as duas cidades.“Após coordenar com a Air Macau, a DSEDJ irá contactar os estudantes, a fim de recolher os materiais necessários à aquisição das passagens aéreas em Macau”, concluiu.

      Ponto Final
      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau