Edição do dia

Sexta-feira, 24 de Maio, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
aguaceiros fracos
25 ° C
25.9 °
24.9 °
100 %
2.1kmh
75 %
Sex
26 °
Sáb
26 °
Dom
28 °
Seg
28 °
Ter
27 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioEconomiaSJM é a maior beneficiária da nova versão da proposta de lei...

      SJM é a maior beneficiária da nova versão da proposta de lei do jogo, diz banco de investimento

      A SJM é quem mais vai beneficiar da nova versão da proposta de lei do jogo, indicou o banco de investimento Citi, num relatório citado pela Macau News Agency. Segundo o banco de investimento, o recuo do Governo pode aliviar os problemas financeiros do grupo.

      Recorde-se que, ao contrário daquilo que previa a primeira versão da proposta de alteração ao regime jurídico da exploração de jogos de fortuna ou azar em casino, o Governo já não vai exigir que os imóveis onde operam os casinos-satélite tenham de ser adquiridos pelas concessionárias de jogo. A anterior versão da proposta de revisão à lei do jogo dizia que os casinos-satélite teriam de fechar portas caso as concessionárias de jogo não avançassem para a aquisição dos imóveis onde operavam após um período de três anos. Esta alteração vai fazer com que os casinos-satélite possam continuar a operar nos mesmos locais, sendo apenas necessário um contrato a ser celebrado entre as partes e aprovado pelo Chefe do Executivo.

      “As alterações propostas dirigidas aos casinos-satélite deverão aliviar as preocupações dos investidores quanto ao potencial da SJM de suportar os custos significativos de pessoal nos casinos-satélite”, indicaram os analistas do Citi numa nota citada pela MNA. “Mais importante, as alterações deverão eliminar o último obstáculo ao seu refinanciamento”, acrescenta a nota.

      As corretoras já avisaram que a liquidez financeira da SJM é preocupante. A Sanford C. Bernestein assinalou que a SJM tem uma necessidade “crítica” de liquidez financeira. A corretora fala em sucessivas perdas operacionais da concessionária de jogo de Macau e diz que, embora se tenha registado uma melhoria trimestral nas suas perdas, a SJM continua a ser a única operadora que não consegue alcançar o ‘break-even’ nos resultados operacionais desde que os visitantes do interior da China voltaram a entrar em Macau, em Setembro de 2020. Também a JP Morgan tinha alertado para a falta de liquidez da SJM, dizendo que a concessionária fundada por Stanley Ho é, das seis a operar em Macau, a que tem menor liquidez.

      Ponto Final
      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau