Edição do dia

Quarta-feira, 22 de Maio, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
chuva fraca
26.3 ° C
27.6 °
25.9 °
94 %
2.1kmh
40 %
Qua
26 °
Qui
27 °
Sex
27 °
Sáb
27 °
Dom
28 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioGrande ChinaPaíses do G7 expressam “grande preocupação” com eleição de novo líder de...

      Países do G7 expressam “grande preocupação” com eleição de novo líder de Hong Kong

      Os ministros dos Negócios Estrangeiros dos países do G7 expressaram ontem a sua “grande preocupação” com a nomeação do novo líder de Hong Kong, o antigo chefe da polícia John Lee, próximo de Pequim. O grupo das nações industrializadas, ao qual pertencem Estados Unidos, Reino Unido, Canadá, França, Itália, Japão e Alemanha [que actualmente preside a organização], classificou a eleição de Lee como um “ataque contínuo contra o pluralismo político e as liberdades fundamentais”. O actual processo de nomeação “mina ainda mais as oportunidades dos habitantes de Hong Kong de serem legitimamente representados”, denunciaram os ministros dos Negócios Estrangeiros do G7. O chefe do Governo em Hong Kong não é eleito por voto popular, mas por uma comissão eleitoral que este ano não chega a integrar 1.500 membros, todos eles leais a Pequim. Os responsáveis do G7 também descreveram esta manobra como uma “corrosão contínua dos direitos políticos e civis e da autonomia de Hong Kong”. Os responsáveis do G7 instaram a China a agir de acordo com a declaração sino-britânica e o restante das suas obrigações legais. “Pedimos fortemente ao novo Chefe do Executivo que respeite os direitos protegidos e as liberdades ancorados na Constituição de Hong Kong e cuide para que a justiça defenda o Estado de Direito”, referiram o responsáveis. O chefe da diplomacia da União Europeia (UE), Josep Borrell, defendeu que a nomeação de John Lee como líder do executivo de Hong Kong “viola os princípios democráticos e o pluralismo político”. Por outro lado, várias empresas locais e outras multinacionais ocidentais publicaram ontem anúncios na imprensa de Hong Kong para felicitar John Lee pela eleição. Os jornais Ta Kung Pao e Wen Wei Po, pró-Pequim, continham ontem anúncios de felicitações de empresários locais e grandes corporações. A maioria desses anúncios era de empresas chinesas e de Hong Kong, além de associações locais. Entre os vários grupos ocidentais felicitaram o novo líder estão as quatro gigantes da gestão empresarial KPMG, Deloitte, EY e PwC.

      Ponto Final
      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau