Edição do dia

Sábado, 25 de Maio, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
26.4 ° C
28.2 °
25.9 °
94 %
4.1kmh
40 %
Sáb
27 °
Dom
26 °
Seg
27 °
Ter
29 °
Qua
25 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioPerfil“O mais desafiante é persistir, porque a ideia de desistir é inevitável,...

      “O mais desafiante é persistir, porque a ideia de desistir é inevitável, mas se persistir conseguirá definitivamente alguma coisa”

      “Comecei com o QQ quando andava na escola secundária e depois no Facebook no meu segundo ano do liceu, porque queria partilhar os meus sentimentos. Estava aborrecida de estudar, e queria procurar atenção e publicar sobre coisas que me deixavam feliz ou infeliz, e quem gostava de quem, etc.  Prefiro o YouTube, depois o Instagram e finalmente o Facebook. Hoje em dia partilho principalmente sobre a minha vida, enquanto antes costumava tentar criar uma persona e esperar que mais marcas se aproximassem de mim, como de beleza e maquilhagem, ou para participar em eventos. No entanto, agora também gosto de partilhar o que faço pelo exercício e pela saúde. Para atrair novos seguidores e obter mais ‘likes’ vou tentar fazer algo diferente, algo que nunca tinha feito antes, para dar ao público algo a que reagir. Depois há a interacção, a preocupação com os fãs, a resposta às suas perguntas, a resposta a eles, para que possam gostar de mim e continuar a apoiar-me. O que mais gosto é que posso experimentar muitas coisas diferentes, por exemplo, quando vou a um restaurante eles até me deixam entrar na cozinha e tentar fazer pizza ou massa, etc. Fazer vídeos no YouTube leva tempo porque é preciso pensar no conteúdo, na introdução, e no conhecimento que se quer partilhar. Ou, para argumentos controversos, é preciso pensar primeiro no assunto, e depois escrevê-lo tal como se falasse numa conversa normal. O maior desafio é produzir o conteúdo sozinho, muitas vezes num espaço tranquilo a falar comigo mesmo, a falar com a câmara, a ficar entusiasmada. Às vezes é como ter uma festa e às vezes sente-se realmente solitário, por isso é preciso controlar estas emoções. O mais desafiante é persistir, porque a ideia de desistir é inevitável, mas se persistir conseguirá definitivamente alguma coisa. Desde que comecei a trabalhar nesta indústria sinto que a minha relação com os meus amigos mudou e que existe uma sensação de distância. Algumas pessoas não me apoiam e pensam que eu deveria conseguir um emprego, mas também há amigos que me apoiam e pensam que é óptimo que eu esteja a perseguir o meu sonho desta forma. Se quiser ser um KOL, faça o que gosta de fazer, mas com a mentalidade de como ensinar às pessoas novos conhecimentos e estar informado. Não o faça apenas para o seu próprio benefício, tal como querer apenas receber presentes gratuitos das marcas, pois isto pode facilmente desestabilizar o seu equilíbrio. Embora as pessoas comecem a conhecê-lo, é preciso muito trabalho e sorte para conseguir o que quer, por isso tenha uma boa mentalidade e continue a fazê-lo até que alguém o veja”.

       

      Sulin Ip

      @sulinip

       

      Ponto Final
      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau