Edição do dia

Terça-feira, 9 de Agosto, 2022
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
céu pouco nublado
27.9 ° C
27.9 °
26.9 °
83 %
5.1kmh
20 %
Seg
28 °
Ter
28 °
Qua
29 °
Qui
28 °
Sex
29 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More

      Montra de Livros

      Rosa Alice Branco

      Amor Cão e outras palavras que não adestram

      Assírio & Alvim

      O novo livro de poesia de Rosa Alice Branco estrutura-se num diálogo com a obra de Konrad Lorenz, o zoólogo austríaco que se dedicou ao estudo do comportamento animal. Um excerto: «Nunca sei se hei-de abrir o portão quando me ladra/ a canzoada. E se mudo e quedo, o cão tem dentes afiados/ por trás da dissimulação. Posso estar a extrapolar da gente/ que conheço ou leio nos jornais, a vedação das sebes/ e das páginas escondem um semáforo amarelo intermitente/ e nunca sabemos se vira para o verde ou a violência.» (pg.62)

      João Abel Manta

      Caricaturas Portuguesas dos Anos de Salazar

      Tinta da China

      Originalmente publicado em 1978, pelas Edições O Jornal, o livro do ilustrador e cartoonista que definiu a nossa memória gráfica e colectiva da Revolução dos Cravos volta agora às livrarias numa edição que reproduz essa primeira publicação em livro, acrescentada de um esclarecedor posfácio de Pedro Piedade Marques.

      Catarina Sobral

      Toi Toi Toi

      Orfeu Negro

      O novo álbum da premiada autora e ilustradora Catarina Sobral conta aos mais novos uma história sobre a amizade e o trabalho de equipa, mas igualmente sobre o teatro, o palco e os modos de nos expressarmos com a voz e o corpo.

      João Tordo

      Naufrágio

      Companhia das Letras

      Reflectindo sobre a memória e a culpa, e também sobre as linhas difusas que definem as fronteiras pessoais, sociais e morais que construimos, o novo romance de João Tordo coloca em cena narrativa um escritor acusado de um crime inconfessável.

      Jonathan Chamberlain

      Chinese Gods: An introduction to Chinese folk religion

      Blacksmith Books

      Um livro para compreender a estrutura e a complexa história da chamada religião popular chinesa, com as suas crenças e práticas tão interligadas com a cultua e a língua que é difícil definir-lhe uma existência independente e canónica. Quanto a divindades, são dezanove as que aqui se analisam em detalhe.

      José Carlos Barros

      As Pessoas Invisíveis

      Leya

      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau