Edição do dia

Sábado, 18 de Maio, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
26.9 ° C
30.4 °
25.9 °
78 %
5.1kmh
40 %
Sáb
27 °
Dom
25 °
Seg
24 °
Ter
24 °
Qua
24 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioCulturaAssociação dos Amigos do Livro promove conferência sobre Rodrigo Leal de Carvalho

      Associação dos Amigos do Livro promove conferência sobre Rodrigo Leal de Carvalho

      A Associação dos Amigos do Livro em Macau, em parceria com a Fundação Rui Cunha, realiza no próximo dia 27 de Abril, pelas 18h30, na sede da fundação, a conferência “Rodrigo Leal de Carvalho: O Homem e a Obra Literária”, foi ontem anunciado. “Na semana em que a Fundação assinala o seu 10.º aniversário, e sendo um dos objectivos desta instituição contribuir para o desenvolvimento da identidade jurídica e cultural do Território, nada mais oportuno que falar sobre uma figura do direito e da cultura de Macau que aqui residiu e trabalhou cerca de quatro décadas, muito embora de forma não continuada”, pode ler-se em comunicado de imprensa.

      Esta sessão, com entrada livre e em língua portuguesa sem interpretação, contará com a participação de Miguel de Senna Fernandes, Rogério Beltrão Coelho e Dora Gago, ficando a moderação a cargo do médico e escritor Shee Va.

      Rodrigo Leal de Carvalho exerceu, primeiramente, funções de delegado do Ministério Público, seguindo-se uma segunda estada para o exercício de funções enquanto juiz de direito, regressando pela terceira vez a Macau enquanto procurador da República, posteriormente com a designação de Procurador-Geral adjunto. Em 1996 é nomeado Presidente do Tribunal de Contas, lugar que deteve até às vésperas da transferência da Administração do Território para a República Popular da China, regressando a Portugal ainda em 1999.

      No que às artes diz respeito, Rodrigo Leal de Carvalho fez a sua estreia literária apenas na década de 1990. No seu primeiro romance, intitulado “Requiem por Irina Ostrakoff” (1993), mostra, desde logo, as suas potencialidades como escritor. Galardoado com o Prémio Camilo Pessanha 1993, atribuído pelo Instituto Português do Oriente (IPOR), foi, em 1999, publicado em língua chinesa.

      Em 1994, é a vez de publicar “Os Construtores do Império”, logo seguido, em 1996, de dois outros novos romances: “A IV Cruzada”, em que o autor em parte se assume como protagonista, e “Ao Serviço de Sua Majestade”, surgindo, em 1999, “O Senhor Conde e as Suas Três Mulheres”. “Com fina ironia e delicadeza, Rodrigo Leal de Carvalho tem-se revelado um escritor das memórias da cidade de Macau e do universo do funcionalismo português de além-mar das décadas de 1950 e 1960, recreando ambientes e vivências testemunhadas por ele mesmo, sempre devidamente enquadradas no panorama da conjuntura mundial do século XX, o que despertou a atenção de outros investigadores como David Brookshow e Lee Shuk Yee”, lê-se ainda no mesmo comunicado.

      Ponto Final
      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau