Edição do dia

Quinta-feira, 29 de Setembro, 2022
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
céu pouco nublado
27.9 ° C
28.9 °
27.9 °
89 %
6.7kmh
20 %
Qui
28 °
Sex
28 °
Sáb
29 °
Dom
29 °
Seg
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Sociedade António Monteiro eleito presidente da Associação dos Jovens Macaenses

      António Monteiro eleito presidente da Associação dos Jovens Macaenses

      António Monteiro foi eleito na sexta-feira como presidente da Comissão
      Directora da Associação dos Jovens Macaenses (AJM). Para estas eleições houve apenas uma lista a concorrer. Foram também eleitos cinco vice-presidentes: Paula Carion, Duarte Rosário, José da Costa Giga, Mariana César de Sá e Delfino Gabriel. Adelina Chou Wai In fica como secretária e Ana Marisa Nunes como tesoureira. Os três vogais da Comissão Directora são: Sérgio dos Santos Lai, Luís Manhão Sou e Carlos Esteves Ferreira.

      Duarte Alves foi eleito como presidente da Assembleia Geral da AJM, com três vice-presidentes: José Chan Rodrigues, Luís Gabriel Sales Marques e Filipe Ferreira. Dinis Ka Chon Chan fica como secretário da Assembleia Geral. Já no Conselho Fiscal, a posição é presidida por Edith Jorge, Wallace Khah Hou In como vice-presidente e Daniel de Senna Fernandes para Secretário.

      Em comunicado, através de António Monteiro, a associação apresentou as linhas de acção para este ano, propondo actividades para a promoção e preservação das tradições e usos e costumes da identidade cultural de Macau, através de possíveis colaborações associativas e instituições diversas; promoção de actividades para a participação cívica dos associados nos assuntos de Macau, bem como actividades visadas para a caridade; reforço da promoção institucional da AJM e duma plataforma online destinada aos jovens de Macau; manter a ligação com os jovens das Casas de Macau da diáspora macaense, e outras actividades em itinerância com os 10 anos da AJM (2012-2022).

      A AJM diz esperar conseguir levar a cabo “novas e importantes iniciativas no futuro, a par do trabalho desenvolvido ao longo dos anos, servindo-se como uma plataforma e uma janela para receber novos membros – jovens locais que abrangem as diversas áreas, profissões e comunidades – e trabalhar com diversas instituições e com pessoas para a integração nos assuntos de Macau, da Grande Baía e também da comunidade macaense”.

      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau