Edição do dia

Quinta-feira, 23 de Maio, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
26.4 ° C
28.2 °
25.9 °
94 %
3.6kmh
40 %
Qui
27 °
Sex
26 °
Sáb
27 °
Dom
28 °
Seg
29 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioSociedadeLeong Sun Iok pede medidas para proteger trabalhadores do sector do turismo

      Leong Sun Iok pede medidas para proteger trabalhadores do sector do turismo

      O deputado apresentou ontem uma interpelação escrita em que pede ao Governo para avançar com medidas para mitigar os efeitos da crise nos trabalhadores do sector do turismo. Leong Sun Iok fala, por exemplo, no alargamento do programa de formação subsidiada.

       

      Leong Sun Iok remeteu ontem ao Governo uma interpelação escrita onde pede às autoridades mais medidas para minimizar os efeitos da crise junto dos profissionais do sector do turismo. No texto, o deputado começa por salientar que o desenvolvimento da indústria do turismo em Macau deve-se “aos esforços feitos pela indústria do turismo em geral, ao longo dos anos”.

      O parlamentar indica que, com a promoção da recuperação acelerada da indústria do turismo e a sua integração intersectorial com o projecto “Turismo +”, “espera-se que sejam necessários mais profissionais do turismo para apoiar o desenvolvimento da indústria do turismo no futuro”.

      Por outro lado, o deputado ligado à Federação das Associações dos Operários de Macau (FAOM) diz que, com os protestos pró-democracia em Hong Kong, em 2019, e a crise económica resultante da pandemia que dura há mais de dois anos, “o ambiente de emprego para guias turísticos e profissionais relacionados tem sido seriamente afectado”. Leong Sun Iok diz mesmo que muitos têm de ficar em situação de desemprego durante muito tempo devido “às suas próprias capacidades”.

      “A longo prazo, se não houver medidas mais fortes para proteger o emprego dos trabalhadores da indústria do turismo, incluindo guias turísticos, e para formar mais talentos, o processo de recuperação e o desenvolvimento sustentável da indústria do turismo pode ser afectado”, alerta.

      Apesar de reconhecer que a Direcção dos Serviços de Turismo (DST) e a Direcção dos Serviços para os Assuntos Laborais (DSAL) têm feito esforços para ajudar a indústria, Leong Sun Iok diz esperar mais medidas, “de modo a proteger plenamente o nível de emprego e a qualidade dos profissionais da indústria do turismo, incluindo guias turísticos, e reforçar a formação de talentos, de modo a reservar talentos suficientes para fazer face ao desenvolvimento futuro da indústria, e dar um apoio mais forte à rápida recuperação e ao desenvolvimento sustentável e saudável da indústria”.

      Assim, Leong Sun Iok pergunta ao Governo se será possível, no futuro, proporcionar múltiplas oportunidades de inscrição para os desempregados de longa duração do sector do turismo no programa de formação subsidiada, “de modo a manter a subsistência dos desempregados, incluindo guias turísticos, e estabelecer uma base para um emprego estável”.

      O deputado sugere também a introdução de novos cursos no programa de formação subsidiada orientados para o plano “Turismo +”, que pretende interligar o turismo a outros sectores, como o desporto, convenções e exposições, indústrias culturais e criativas, comércio electrónico e medicina, por exemplo.

      Por fim, o parlamentar propõe que o Governo considere a criação de mais posições para estes trabalhadores no projecto de promoção da formação profissional “Trabalho Sim, Caridade Não”, que presta serviços de orientação profissional, tendo como objectivo elevar as técnicas dos trabalhadores, a fim de adquirirem e dominarem aptidões profissionais mais actualizadas.

       

      PONTO FINAL