Edição do dia

Terça-feira, 21 de Maio, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nevoeiro
25.6 ° C
25.9 °
24.8 °
89 %
4.1kmh
40 %
Ter
26 °
Qua
25 °
Qui
25 °
Sex
26 °
Sáb
28 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioEconomiaEmpréstimos hipotecários para habitação cresceram 40% em Janeiro

      Empréstimos hipotecários para habitação cresceram 40% em Janeiro

      A Autoridade Monetária de Macau (AMCM) publicou ontem as estatísticas sobre os empréstimos hipotecários referente a Janeiro, que mostram que os novos empréstimos hipotecários para habitação registaram um crescimento em relação ao mês anterior e os novos empréstimos comerciais para actividades imobiliárias aprovados registaram decréscimo.

      Assim, em Janeiro, os novos empréstimos para habitação aprovados pelos bancos de Macau cresceram 40,4% em relação ao mês transacto, até ao valor de 3,50 mil milhões de patacas. Entre eles, os novos empréstimos hipotecários para habitação aprovados aos residentes locais, que representaram 99,3% do total, cresceram 41,5% e atingiram 3,48 mil milhões de patacas; o componente não-residente decresceu 34,6% para 24,5 milhões de patacas.

      Os novos empréstimos comerciais para actividades imobiliárias aprovados decresceram 70,6% relativamente ao mês anterior e atingiram 3,23 mil milhões de patacas. Destes, 99,6% foram concedidos aos residentes locais e decresceram 70,6% para 3,22 mil milhões de patacas; o componente não-residente decresceu 65,5% para 12,6 milhões de patacas. De Novembro de 2021 a Janeiro de 2022, o número médio mensal dos novos empréstimos para actividades imobiliárias aprovados atingiu 9 mil milhões de patacas, correspondendo a um aumento de 5%, em comparação com o período anterior (de Outubro a Dezembro de 2021).

      No final de Janeiro de 2022, atendendo a que se verificou, neste período, o reembolso de vários empréstimos de elevado montante, o saldo bruto dos empréstimos à habitação decresceu 0,2% e atingiu 239,2 mil milhões de patacas em relação ao mês anterior, mas registou-se um crescimento de 1,7% em relação ao período homólogo do ano transacto.

      O saldo bruto dos empréstimos para actividades imobiliárias cresceu 0,3% e atingiu 162,2 mil milhões de patacas em relação ao mês anterior, mas registou um decrescimento de 2,5% em comparação com o período homólogo do ano transacto. Destes empréstimos, 93,6% foram concedidos aos residentes.

      Ponto Final
      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau