Edição do dia

Segunda-feira, 17 de Junho, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
29.7 ° C
31.9 °
29.3 °
89 %
4.6kmh
40 %
Seg
30 °
Ter
30 °
Qua
30 °
Qui
30 °
Sex
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioGrande ChinaAlta-Comissária para os Direitos Humanos visita China em Maio

      Alta-Comissária para os Direitos Humanos visita China em Maio

      A Alta-Comissária da ONU para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet, vai visitar a China, em Maio, uma viagem há muito esperada, anunciou ontem o Conselho de Direitos Humanos em Genebra. “Tenho o prazer de informar que recentemente chegámos a um acordo com o Governo chinês para realizar uma visita”, disse Bachelet.

      Uma equipa de colaboradores da ex-presidente do Chile vai também viajar para a China, no próximo mês – inclusive para a região de Xinjiang, onde Pequim é acusada de violação dos direitos humanos da minoria de origem muçulmana uigur -, para preparar a visita de Bachelet, lê-se na mesma nota. “Os meus serviços e o Governo iniciaram os preparativos concretos para uma visita que está marcada para Maio deste ano”, disse Bachelet, acrescentando que esses preparativos “devem levar em conta as restrições ligadas à [pandemia de] covid-19”.

      Michelle Bachelet, que também deve publicar um relatório sobre Xinjiang aguardado pelos países ocidentais e organizações de defesa dos direitos humanos, pede há anos a Pequim “acesso significativo e desimpedido” a esta região, mas essa visita não foi possível até agora.

      Pequim diz que qualquer visita à região deve ser “amigável”. Vários países ocidentais, incluindo Estados Unidos, França e Reino Unido, denunciaram um “genocídio” em andamento contra os uigures.

      De acordo com organizações de defesa dos direitos humanos, pelo menos um milhão de uigures, e outras minorias de origem muçulmana, estão ou foram encarcerados em campos de doutrinação nesta região situada no extremo noroeste da China e colocados sob estreita vigilância pelas autoridades. Pequim contesta, dizendo que são centros de treino vocacional destinados a afastar os uigures do terrorismo e do separatismo, após inúmeros ataques mortais atribuídos a islâmicos ou separatistas uigures.

      Ponto Final
      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau