Edição do dia

Quarta-feira, 7 de Dezembro, 2022
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
céu limpo
17.9 ° C
21.6 °
17.9 °
72 %
7.2kmh
0 %
Qua
19 °
Qui
22 °
Sex
22 °
Sáb
22 °
Dom
21 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Cultura ARTM celebra Dia Internacional da Mulher com exposição no feminino  

      ARTM celebra Dia Internacional da Mulher com exposição no feminino  

      A data celebra-se no dia 8 de Março, mas a ARTM inaugura a mostra dois dias antes, num domingo. Com curadoria de Lúcia Lemos, 20 obras de 12 artistas vão procurar celebrar a arte no feminino. Exposição fica patente nas casas amarelas do projecto “Hold On to Hope Project”, em Ka-Hó, até dia 1 de Abril.

       

      O Dia Internacional da Mulher comemora-se sempre a 8 de Março. Nesse sentido, a Associação de Reabilitação de Toxicodependentes de Macau (ARTM) vai apresentar, no próximo dia 6 de Março, pelas 15h, a mostra de arte “Nós Somos Inspiração” apenas com obras de artistas femininas, anunciou a entidade em nota de imprensa.

      Trata-se de uma amostra colectiva de 20 obras, maioritariamente de pintura, mas também joalharia. “A força poética das composições visuais das formas concretas e abstratas, resulta sobretudo das cores utilizadas que nos faz lembrar a longa história do movimento das mulheres”, escreve a ARTM na mesma nota.

      A exposição tem a curadoria de Lúcia Lemos, proprietária da Creative Macau. As obras em exposição “imprimem carácter e voz de cada mulher artista” e revelam trabalhos de Ada Zhang,  Alice Kok, Ann Chan, Anna Lo, Catarina Cottineli da Costa, Chen Xiaofeng, Chiang Wai Lan, Cristina Mio, Cristina Vinhas, Fan in Kuan, Mel Cheong e Peggy Yim. “A ARTM e a criatividade feminina motivou a organização a convidar doze artistas de Macau e juntos celebrarem a conquista da mulher do século XXI”, escreveu a curadora no manifesto da exposição.

      Lúcia Lemos junta-se à ARTM numa altura em que estreitaram os laços com a associação. “A Lúcia está a dar um workshop a cinco de nós, na ARTM, para nos ajudar a entender como se fazem exposições de arte. O curso começou no início de Fevereiro e é composto de quatro aulas. Tem sido muito gratificante”, referiu Andreia Bento, da instituição.

      A promotora da Creative Macau referiu ainda no seu texto sobre a mostra que “as artes criativas influenciam grandemente os outros por transmitirem mensagens sociais e inspirarem o mundo ao seu redor”, ao mesmo tempo que, fora das artes, mas no feminino, lembra como a irmã católica Juliana Devoy “mobilizou a sociedade de Macau até morrer em 2020. “Lembrámos a Irmã Juliana Devoy, nascida no Nebrasca. Uma das mulheres mais notáveis de Macau que dedicou a sua vida aos outros como missionária na Ásia. Fundou em Macau um Centro Comunitário em 1990 para ajudar jovens mães necessitadas e com a sua luta e acção sensibilizou a sociedade e as autoridades locais sobre a violência doméstica. Esta Missionária contribuiu para a alteração da lei de violência doméstica que depois de revista e modificada passou a ser considerada crime público. Ao ser implementada, foi aplicada num caso horrendo surgido em 2018”, referiu a curadora, que se mostrou honrada por ter sido convidada para apoiar a iniciativa.

      “Nós Somos Inspiração”, organizada por Augusto Nogueira e Andreia Bento, é a nona exposição promovida pela ARTM desde que o projecto “Hold On to Hope” abriu nas casas da antiga leprosaria de Ka-Hó. Fica patente até dia 1 de Abril. A galeria está aberta à segunda, terça e sexta-feira, das 10h30 às 17h e ao sábado e domingo, das 10h30 às 18h30. “Apelo para que venham ver a exposição e darem uma força às artistas, às mulheres. Algumas das artistas tem quadros especiais. Vamos festejar e juntar as mulheres”, referiu ao PONTO FINAL Andreia Bento.

       

       

      PONTO FINAL