Edição do dia

Segunda-feira, 16 de Maio, 2022
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
19.9 ° C
19.9 °
18.8 °
88 %
8.2kmh
40 %
Seg
21 °
Ter
24 °
Qua
25 °
Qui
25 °
Sex
26 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Cultura CCM comissiona nova criação de Tracy Wong e Mao Wei

      CCM comissiona nova criação de Tracy Wong e Mao Wei

      O Centro Cultural de Macau (CCM) apresenta “O Ano Formidável”, a mais recente peça comissionada, criada por uma dupla de bailarinos-coreógrafos. O novo trabalho está pronto a estrear no pequeno auditório do CCM em dois espectáculos agendados para 11 e 12 de Março, revelou, na sexta-feira, em nota de imprensa o Instituto Cultural (IC).

      Dirigindo um elenco de nove bailarinos, o duo composto por Tracy Wong e Mao Wei toma conta do palco para interpretar uma coreografia contemporânea “honesta, quase brutal, que explora visualmente a complexa aventura da maturação humana”. “Emoldurada por uma sofisticada série de efeitos sonoros e visuais mesclados com música rock original, a peça é apresentada num cenário simples através de uma arguta combinação de adereços e iluminação que, de modo efectivo, cria a atmosfera”, escreve o IC. Criada em Macau, esta nova produção surge como antecâmara de lançamento para os novos horizontes coreográficos da dupla de bailarinos. “O Ano Formidável” é um novo trabalho criado no âmbito do plano de comissões do CCM, um programa que dá visibilidade a projectos socioculturalmente relevantes para uma diversidade de públicos-base.

      Reconhecidos na cena da dança local e regional, Tracy Wong e Mao Wei criaram inúmeros trabalhos de vanguarda, do marcante “Prazo de Validade” à experiência imersiva de “As Franjas Curiosas – Explosão da Caverna”, em colaboração com artistas franceses e belgas. Juntos, viajaram pelo mundo, tendo subido aos palcos de prestigiadas salas e festivais. Tracy Wong e Mao Wei começaram a colaborar em 2013, tendo formado a plataforma de artistas MW Dance Theatre. Os bailarinos têm estado interessados ​​no desenvolvimento do corpo e em explorar as características físicas de um estilo único. Esta não é a primeira vez que a dupla é comissionada. O trabalho “Pardon and Mapping” recebeu o apoio do Festival de Arte de Hong Kong. Também foram convidados para participarem no Festival de Artes de Macau onde, em 2017, apresentaram “Shelf Life”. “Pardon and Mapping” esteve ainda no Festival Internacional de Dança Contemporânea de Masdanza, onde arrecadou um prémio de coreografia.

      Para além de Macau e Hong Kong, a dupla actuou ainda em Taiwan, Cantão e Chengde (China), em Fukuoka (Japão), na Coreia do Sul, em Cádiz, La Gomera e Grand Canaria (Espanha), em Corfu (Grécia), em Amesterdão (Países Baixos) e Hannover (Alemanha). Os bilhetes para o novo espectáculo estão à venda desde ontem nas bilheteiras do CCM e aos balcões da Rede Bilheteira de Macau, sujeitos a diversos descontos.

      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau