Edição do dia

Domingo, 19 de Maio, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
chuva moderada
25.9 ° C
26.9 °
25.9 °
83 %
6.7kmh
40 %
Dom
25 °
Seg
24 °
Ter
25 °
Qua
25 °
Qui
25 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioEconomiaMelinda Chan admite concorrer a licença de jogo

      Melinda Chan admite concorrer a licença de jogo

      Melinda Chan, directora executiva da Doca dos Pescadores, adiantou que irá esforçar-se no concurso público para a obtenção de uma concessão de licença de jogo, caso o Governo da RAEM dê às empresas locais a oportunidade de participarem na licitação, e recordou que já tinha mostrado essa intenção por várias vezes no passado.

      Citada pela imprensa em língua chinesa, a também directora executiva da Macau Legend Development Ltd revelou que apenas tomou conhecimento preliminar, através dos meios de comunicação social, sobre a proposta e as alterações previstas na revisão do regime jurídico da exploração do jogo, precisando ainda de mais tempo para compreender em profundidade as disposições propostas.

      A antiga deputada da Assembleia Legislativa mostrou-se de acordo com o que está estabelecido no diploma jurídico, nomeadamente que as operadoras de jogo devem salvaguardar a segurança nacional e da RAEM, acreditando que além das considerações do aspecto económico, as autoridades dariam importância a factores políticos, pelo que deveriam prestar mais apoio às empresas locais que “amam a pátria e amam Macau”.

      A proposta de lei sobre a alteração do Regime Jurídico da Exploração de Jogos de Fortuna ou Azar em Casino já foi submetida à apreciação na Assembleia Legislativa, cuja apresentação discussão e votação na generalidade decorrerá na reunião plenária na próxima segunda-feira.

      Em relação ao número de concessões de licença de jogo, Melinda Chan apontou que a sociedade concordou de forma geral com seis licenças, como ficou demonstrado na consulta pública da respectiva lei no ano passado, considerando que esta decisão serve para proteger o emprego dos trabalhadores locais.

      Quanto à eventual extinção dos casinos satélites no futuro, a directora referiu que existem muitas pequenas e médias empresas que operam negócios relacionados com casinos satélites e que envolvem muitos investimentos e mão de obra. Nesse sentido, Melinda Chan disse que o Governo levará essa questão em consideração na apreciação do referido projecto de lei.

      Recorde-se que, após a conclusão da discussão desta proposta de lei por parte do Conselho Executivo, anunciada na passada sexta-feira, as seis operadoras de jogo em Macau mostraram interesse em concorrer pela nova concessão de licenças de jogo.

       

      C.C.

      Ponto Final
      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau