Edição do dia

Terça-feira, 21 de Maio, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nevoeiro
25.6 ° C
25.9 °
24.8 °
89 %
4.1kmh
40 %
Ter
26 °
Qua
25 °
Qui
25 °
Sex
26 °
Sáb
28 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioSociedadeJaime Carion suspeito de corrupção e lavagem de dinheiro

      Jaime Carion suspeito de corrupção e lavagem de dinheiro

      O Comissariado Contra a Corrupção (CCAC) confirmou que outro ex-director dos Serviços de Solos, Obras Públicas e Transportes (DSSOPT) é suspeito da prática dos crimes de corrupção passiva para acto ilícito e de branqueamento de capitais. O macaense Jaime Carion é o nome revelado pela imprensa chinesa, avança a Macau News Agency (MNA).

       

      O CCAC disse, ontem, em comunicado que descobriu mais um caso suspeito de corrupção passiva e branqueamento de capitais praticado por um outro ex-dirigente da DSSOPT que terá abusado do poder que tinha para aprovar projectos de construção que violavam regulamentos administrativos e diretcrizes estabelecidas em troca de “avultadas quantias e bens imóveis”, pode ler-se no comunicado da entidade.

      O comunicado não identifica o nome do ex-director do DSSOPT, mas de acordo com os jornais Ou Mun e All About Macau, o responsável em questão é Jaime Carion, que exerceu o cargo de director do DSSOPT entre 1998 e 2014.

      O caso segue agora para o Ministério Público para investigação. O CCAC referiu ainda no comunicado de imprensa que o ex-funcionário terá recebido através de familiares e amigos seus, por meios sinuosos, vantagens, nomeadamente avultadas quantias e bens imóveis, dos empresários. O referido ex-dirigente é suspeito da prática dos crimes de corrupção passiva para acto ilícito e de branqueamento de capitais.

      Um número não identificado de empresários e outros indivíduos envolvidos terão praticado os crimes de corrupção activa e de branqueamento de capitais, acrescentou ainda o CCAC.

      Jaime Carion, “para fugir à investigação”, e os seus familiares “ter-se-ão refugiado no exterior há já muito tempo, não tendo ainda regressado a Macau até à presente data”. Contudo, revelou o CCAC, “os vários bens imóveis do ex-dirigente já foram apreendidos anteriormente pelas autoridades competentes”.

      As autoridades locais desconhecem o paradeiro do antigo director das Obras Públicas e Transportes, mas o MNA escreveu em 2019 que Jaime Carion, de acordo com fontes ouvidas, estaria a residir em Portugal.

      Recorde-se que Li Canfeng, outro ex-director da DSSOPT de 2015 a 2020, está em prisão preventiva desde Dezembro passado num caso de suposta corrupção, lavagem de dinheiro e falsificação de documentos. Outros sete suspeitos incluem empresários locais.

       

      Ponto Final
      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau