Edição do dia

Terça-feira, 21 de Maio, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
chuva fraca
25.6 ° C
25.9 °
24.8 °
94 %
4.6kmh
40 %
Ter
25 °
Qua
25 °
Qui
24 °
Sex
27 °
Sáb
28 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioSociedadeMacau terá um novo cônsul-geral de Portugal este ano  

      Macau terá um novo cônsul-geral de Portugal este ano  

       

      O cônsul-geral de Portugal em Macau e Hong Kong, Paulo Cunha Alves, está de partida do território, que conhecerá, este ano, um novo cônsul-geral português. A novidade sobre a mudança de diplomata foi dada pelo ainda Ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros de Portugal, Augusto Santos Silva, durante um debate promovido pela secção do Partido Socialista (PS) em Macau, esta segunda-feira.

      O governante que é, novamente, candidato a deputado e cabeça de lista pelo Círculo Eleitoral de Fora da Europa nas próximas eleições legislativas de 30 de Janeiro, afirmou que, ainda este ano, “Macau vai ter um novo cônsul-geral”. “Este ano muda o cônsul. Iremos fazer uma avaliação e tomar uma decisão. Se estiver neste lugar [Ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros], que é o que espero, a próxima pessoa tem de responder a todas as dimensões da actividade consular. Que não é apenas passar papéis, mas sim a dimensão económica, empresarial, da relação com as associações, do apoio à Escola Portuguesa de Macau”, defendeu Augusto Santos Silva, num debate que também contou com a presença de notáveis da sociedade civil de Macau como o presidente da Assembleia Geral da Associação dos Aposentados, Reformados e Pensionistas de Macau (APOMAC), Jorge Fão, o presidente da Associação dos Macaenses, Miguel de Senna Fernandes, o administrador do Jornal Tribuna de Macau, José Rocha Diniz, o presidente do Instituto de Estudos Europeus, José Sales Marques, a presidente da Casa de Portugal, Maria Amélia António, o director da Escola Portuguesa de Macau, Manuel Machado, e Ana Soares, também candidata pelo PS pelo Círculo Fora da Europa.

      Numa breve declaração ao PONTO FINAL, o actual titular do cargo diplomático, Paulo Cunha Alves, confirmou a novidade, nada adiantando sobre o país ou região que se segue no seu percurso profissional. “Completo quatro anos de posto em Setembro deste ano, o que corresponde ao tempo normal de uma comissão. Para onde e quando, é muito cedo para se saber”, afirmou o embaixador.

      Cunha Alves chegou ao território em 2018, substituindo o então cônsul-geral Vítor Sereno. O seu trabalho tem vindo a destacar-se numa aposta forte numa “diplomacia cultural” através de uma “estreita cooperação” com o Instituto Português do Oriente (IPOR). O ainda Chefe de Missão em Macau conta no seu currículo com passagens pela Austrália, Nova Zelândia e Estados do Pacífico Sul.

       

      G.L.P.