Edição do dia

Segunda-feira, 26 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
13.9 ° C
14.9 °
13.9 °
77 %
7.7kmh
40 %
Seg
19 °
Ter
19 °
Qua
20 °
Qui
22 °
Sex
16 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More

      Montra Livros


      Yara Nakahanda Monteiro
      Memórias Aparições Arritmias
      Companhia das Letras

      Estreia poética  da autora angolana Yara Nakahanda Monteiro, marcada pelas temáticas da identidade e da pertença, pelo registo do quotidiano presente e pelas memórias de uma infância passada na periferia de Lisboa.

       

      Júlio César Machado
      Do Chiado a Veneza
      Tinta da China

      Um dos cronistas mais lidos da imprensa portuguesa do século XIX parte para Veneza em vésperas da Terceira Guerra da Independência italiana (1866), mas a agitação política acaba por ser ofuscada, nos seus textos, pela vida quotidiana, entre teatros, cafés, passeios e encontros improváveis.

       

      Joana Estrela
      Pardalita
      Planeta Tangerina

      Joana Estrela regressa à banda desenhada com um livro que apelará aos leitores mais jovens, ainda que não exclusivamente. Pardalita é a história de um quotidiano adolescente, dos tédios intermináveis à falta de jeito para lidar com o mundo, da descoberta das particularidades que todos transportamos ao enorme embate com o amor.

       

      Gonçalo M. Tavares
      Dicionário de Artistas
      Relógio D’Água

      O novo livro de Gonçalo M. Tavares compõe-se de textos autónomos, ligados pela arte e as suas obras, partindo de detalhes ou temas facilmente identificáveis e avançando em múltiplas direcções, entre a investigação, a deambulação e a certeza de que o mundo não se arruma em gavetas e que tudo é relacionável à nossa volta.

       

      James Griffiths
      Speak Not
      Zed Books

      Com o subtítulo Empire, Identity and the Politics of Language, o livro de James Griffiths percorre diferentes geografias, focando-se na questão da diversidade linguística, na desaparição de vários idiomas ao longo das últimas décadas e das relações entre língua, identidade e poder. O cantonês é uma das línguas abordadas com detalhe.

       

      José Tolentino Mendonça
      Introdução à Pintura Rupestre
      Assírio & Alvim

      Novo livro de poemas de José Tolentino Mendonça, com a infância, a memória e o espanto como linhas de força. Um excerto, do poema «Gavetas»: «Uma velha cosmogonia/ associava a gaveta à ferida primordial/ dizendo ser o buraco por onde escoamos/ gota a gota/ a porção que nos coube do dilúvio.»

       

       

      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau