Edição do dia

Quinta-feira, 29 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
14.9 ° C
14.9 °
14.9 °
77 %
8.8kmh
40 %
Qui
15 °
Sex
16 °
Sáb
14 °
Dom
20 °
Seg
21 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Economia Acções de operadoras de Macau afundam após detenção de Alvin Chau

      Acções de operadoras de Macau afundam após detenção de Alvin Chau

      As acções dos principais grupos de casinos que operam em Macau registaram fortes perdas ontem, após o Suncity Group ter suspendido a negociação dos seus títulos na bolsa de valores de Hong Kong. A empresa Suncity Group Holdings Limited suspendeu as negociações na sequência da detenção em Macau do director executivo, Alvin Chau, no sábado, juntamente com dez outros suspeitos, por terem alegadamente facilitado jogo transfronteiriço a apostadores da China continental. As ações da MGM China cotadas em Hong Kong caíram 11%, na sessão de hoje. A Wynn Macau perdeu 9% e a Galaxy Entertainment Group 8,8%. A Sands China registou uma queda de 6,5%. Chau é o executivo de maior destaque visado pelas autoridades, desde que Pequim proibiu a promoção de jogos de azar na China continental, em Março passado, e o território propôs regulamentos mais rígidos para os casinos, em Setembro. A negociação das acções da Suncity foi suspensa “enquanto se aguarda a divulgação de um anúncio em relação às notícias sobre” Chau. As acções da Summit Ascent, operadora de um casino – resort russo ligado a Chau, também foram suspensas.

      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau