Edição do dia

Quinta-feira, 29 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nevoeiro
18.9 ° C
18.9 °
17.9 °
77 %
3.1kmh
40 %
Qui
21 °
Sex
17 °
Sáb
16 °
Dom
20 °
Seg
22 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Sociedade Feira de Guangdong e Macau quer dar apoio aos profissionais locais afectados...

      Feira de Guangdong e Macau quer dar apoio aos profissionais locais afectados pela Covid-19

      Tony Lam, coordenador da Feira de Produtos de Marca da Província da Guangdong e Macau 2021, indicou que a responsabilidade da montagem do recinto, bem como da recepção e da consulta de informação do evento, foi atribuída aos profissionais locais, para colmatar as dificuldades que sentiram devido à pandemia. A feira, este ano, tem quase 400 ‘stands’ de 351 empresas expositoras.

      A 13.ª Feira de Produtos de Marca da Província da Guangdong e Macau 2021, organizada em conjunto pelo Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau (IPIM) e pelo Departamento do Comércio da Província de Guangdong, começa hoje e vai realizar-se até dia 28 de Novembro, no Pavilhão D do Venetian. O acesso é gratuito para o público.

      Nesta edição, o tema principal é “Vida Inteligente”. Os ‘stands’ vão exibir produtos de empresas da área da inovação tecnológica, criatividade cultural, e electrodomésticos, entre outras, focando-se em tecnologias inteligentes. O evento vai integrar as acções online e offline.

      O nível ‘offline’ é ocupado por quase 400 ‘stands’ numa área total de 9 mil metros quadrados de recinto. Aqui, estão 351 empresas expositoras, entre as quais 174 empresas locais, um número que, comparativamente com o ano passado, registou um acréscimo de 5%. Destas, 72 delas, cerca de 40%, participam pela primeira vez. Há 150 na Zona de Exposição de Produtos Marca da Província de Guangdong, inclusivamente 87 empresas de produtos alimentares, 27 empresas de electrodomésticos, e 36 empresas de produtos domésticos e de criatividade cultural, cerca de 66% delas participam pela primeira vez. Outros 27 ‘stands’ estão na Zona de Exposição “Uma Faixa, Uma Rota” e noutras zonas. Em relação ao número de empresas expositoras da área de inovação tecnológica e electrodomésticos, registou-se um aumento aproximadamente 80% em relação à edição anterior.

      A nível ‘online’, esta edição, com a criação de salas de exposição online, vai permitir a promoções de produtos em tempo real. Além disso, até 28 de Novembro, com a realização de bolsas de contacto ‘em nuvem’, é dada mais margem de tempo para as empresas conhecerem os serviços e produtos dos seus potencias parceiros. A par disso, contará também a presença de várias celebridades digitais e de ‘streamers’ de Guangdong e Macau convidados, para transmissões ao vivo e visitas aos ‘stands’, com o intuito de, com a ajuda da sua popularidade, aumentar o efeito de promoção.

      Tony Lam, coordenador da Feira de Produtos de Marca da Província da Guangdong e Macau, revelou que neste ano foi atribuídas mais funções aos trabalhadores locais que foram afectados pela pandemia. O presidente da Associação de Comércio e Exposição de Macau acrescentou que mais de 160 pessoas foram contratadas para a montagem do recinto do evento. Além de 70% de trabalhadores qualificados com experiência de convenções exposições, 30% do trabalho foi adjudicado aos formandos que tenham concluído o curso de formação de técnicos especialistas e aos desempregados sem experiência prévia.

      O director administrativo da Creation Advertising afirmou que a indústria dos guias turísticos também foi uma das indústrias mais afectadas pela pandemia, portanto, a feira de produtos deste ano também contratou 15 guias turísticas para a recepção e consulta de informações sobre o evento, “por forma a permitir que estes possam pôr em prática as suas competências profissionais”.

      O coordenador do evento espera que, “no futuro, as exposições comerciais possam prestar mais atenção aos trabalhadores das convenções e exposições, fornecendo mais oportunidades para os desempregados e subempregados”.