Edição do dia

Quinta-feira, 22 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
neblina
21.9 ° C
25.4 °
20.9 °
100 %
3.1kmh
75 %
Qui
23 °
Sex
21 °
Sáb
20 °
Dom
21 °
Seg
20 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Cultura Fórum quer reforçar intercâmbio cultural entre China e países lusófonos

      Fórum quer reforçar intercâmbio cultural entre China e países lusófonos

      Joana Chantre

      Foi inaugurada, na passada sexta-feira, a 13.ª Semana Cultural da China e dos Países de Língua Portuguesa, organizada pelo Secretariado Permanente do Fórum de Macau. Na cerimónia, Ding Tian, secretário-geral adjunto do Fórum, garantiu que o organismo vai continuar a envidar esforços para promover o intercâmbio entre os povos sino-lusófonos. O responsável disse também que a pandemia veio enaltecer a importância da construção de uma “comunidade de futuro compartilhado para a humanidade”.

      O responsável garantiu que o Fórum vai colaborar com as partes para fomentar o intercâmbio cultural entre o interior da China, Macau e os países de língua portuguesa.

      No evento, foram ainda realizadas a apresentação dos vídeos sobre a cultura chinesa e dos países de língua portuguesa, a cerimónia de entrega de prémios do concurso de criação de vídeos promocionais sobre os países de língua portuguesa, bem como actuações de arte, dança e música da China e os países de língua portuguesa.

      Mais de 180 estudantes, provenientes de mais de 20 instituições do ensino superior do interior da China, dos países de língua portuguesa e de Macau, candidataram-se ao concurso de criação de vídeos promocionais, submetendo 50 trabalhos no total. Após a avaliação e selecção, 23 equipas ganharam o prémio seleccionado e seis equipas ganharam o Prémio Vencedor.

      Recorde-se que, segundo o 14.º Plano Quinquenal da China, no que diz respeito ao desenvolvimento do papel de Macau como Plataforma de Serviços para a Cooperação Comercial entre a China e os países de língua portuguesa, pretende-se adicionar nesta edição da semana cultural, novos elementos, tais como o ciclo de exposições artísticas “Policromias Lusófonas” e workshops, realizados ao vivo, mas também online através de uma plataforma virtual com 18 programas culturais de excelência, não só da China, mas de todos os países da comunidade de língua portuguesa.

       

      PONTO FINAL