Edição do dia

Segunda-feira, 4 de Março, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
14.9 ° C
18.9 °
14.9 °
88 %
1.5kmh
40 %
Dom
20 °
Seg
22 °
Ter
23 °
Qua
24 °
Qui
19 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Sociedade Caritas sorteou uma centena de prémios em rifas. Bazar Solidário não se...

      Caritas sorteou uma centena de prémios em rifas. Bazar Solidário não se realiza este ano

      Joana Chantre

      A Caritas de Macau realizou ontem, na sua sede, a 52.º edição do sorteio de rifas, onde foram oferecidos cerca de 100 prémios doados pela própria Caritas, por membros da comunidade e por outras instituições. O Bazar habitual não será realizado este ano devido às restrições da pandemia.

       

      Realizou-se ontem o 52.º sorteio de rifas da Caritas. Este ano, a instituição sorteou cerca de uma centena de prémios doados pela comunidade e pela própria instituição.

      Paulo Pun, secretário-geral da Caritas Macau, lembrou que normalmente se realiza o Bazar Solidário nos dias seguintes ao sorteio das rifas, no entanto, este ano o evento não se vai realizar devido à pandemia.

      “Este ano, infelizmente, por causa das restrições da pandemia, optámos por não realizar o Bazar como nos outros anos”, começa por explicar Paul Pun ao PONTO FINAL. “Porém, encorajamos as pessoas que queiram, apesar de tudo, ir em frente com a angariação de fundos, que o façam, organizando por si mesmos, nas suas escolas, por exemplo”, acrescenta.

      O secretário-geral da Caritas refere que, apesar de este ano o sorteio de rifas ser de menor escala, o valor fundamental desta iniciativa permanece imutável. “O propósito do nosso trabalho continua a ser apoiar a comunidade, especialmente os mais necessitados, por isso, independentemente do número de prémios que temos este ano, contamos com o apoio das pessoas”, assinala.

      O sorteio de rifas incluiu cerca de 100 prémios de valores variados, sendo que os prémios relativos aos primeiros três números são de valor mais elevado. “Todos os prémios foram doados por várias pessoas da nossa comunidade”, nota.

      Paul Pun explicou que a Caritas normalmente envia uma carta aos associados acerca do evento para que possam eventualmente doar um presente a incluir no sorteio. “Não pedimos a ninguém que doe quantias exactas, apenas o que puderem dispensar”, esclareceu. Ao PONTO FINAL, o responsável da Caritas disse não saber quanto foi o dinheiro angariado com as rifas.

      As operadoras de jogo de Macau também deverão fazer doações de dinheiro à Caritas durante as próximas semanas, adiantou Paul Pun, não querendo fazer previsões sobre qual o valor total a ser doado. “Nem tenho expectativas, pois o nosso lema é deixar as pessoas ou organizações doarem o que poderem, deixamos ao discernimento deles”, frisou.

      No ano passado, segundo o secretário-geral da Caritas, a instituição angariou oito milhões de patacas. “Este ano, sinceramente, não sinto que seja justo fazermos comparações com o valor que vamos receber, com o do ano passado, pois sem o Bazar as coisas tornam-se mais difíceis”, refere. “Este ano vai depender de quantas pessoas fazem questão de continuar a apoiar-nos”.

      Paul Pun frisou que a Caritas Macau continua o trabalho persistente de prestação de apoio aos mais necessitados, com foco nos trabalhadores migrantes. “Estamos a prestar particular apoio aos TNR, que têm sofrido muitas dificuldades neste clima”, refere, concluindo que a instituição precisa de fundos para um novo asilo e para uma nova clínica.

       

      PONTO FINAL