Edição do dia

Quarta-feira, 28 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
15.9 ° C
18.9 °
15.9 °
77 %
2.1kmh
40 %
Qua
20 °
Qui
21 °
Sex
17 °
Sáb
15 °
Dom
20 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Sociedade Plano das Lojas com Características Próprias de Macau alarga-se à zona Norte...

      Plano das Lojas com Características Próprias de Macau alarga-se à zona Norte da cidade  

      Gonçalo Lobo Pinheiro

      A economia dos bairros comunitários da zona Norte da península de Macau dinamiza-se, em tempo de combate à pandemia de Covid-19. O mote foi dado pela Direcção dos Serviços de Economia e Desenvolvimento Tecnológico, que reconheceu 80 estabelecimentos de comes e bebes.

       

      A Direcção dos Serviços de Economia e Desenvolvimento Tecnológico (DSEDT) apadrinhou, ontem, em cerimónia no Fai Chi Kei, a quarta fase do Plano das Lojas com Características Próprias de Macau, desta vez dedicado à zona Norte do território de Macau.

      Sob o lema “Procurar Sabores na Zona Norte – Apreciar a gastronomia com alegria”, as autoridades locais reconheceram um total de 80 lojas situadas na zona Norte de Macau que passam agora a poder ostentar o dístico de lojas com características próprias depois de terem sido recomendadas pela Associação Industrial e Comercial da Zona Norte de Macau e aprovadas pela DSEDT.

      Juntando-se às mais de 100 lojas já reconhecidas nas primeiras três fases (Zona da Rua de Cinco de Outubro, Zona das Ilhas e Gastronomia do Sudeste Asiático), há actualmente um total de mais de 200 lojas com características próprias, revelam dados oficiais, disponibilizados ontem pela organização do evento cerimonial.

      No seu discurso, o director da DSEDT, Tai Kin Ip, referiu que em Julho do ano passado, a DSEDT lançou o Plano das Lojas com Características Próprias de Macau que, através da forma promocional com base em multimédia e canais múltiplos, ajuda as lojas a aumentarem a sua capacidade de atracção e a sua notoriedade, bem como apoia, ao mesmo tempo, as lojas com características a entrarem em plataforma de consumo quotidiano de renome do interior da China, em especial, neste tempo de combate à pandemia de Covid-19.

      Dados divulgados pelas autoridades revelam que o plano já deu às lojas aderentes um aumento duplo na frequência de visibilidade e na taxa de cliques das lojas com características após a sua entrada em plataforma de consumo quotidiano de renome do interior da China. “Isso reflectiu que a notoriedade e a capacidade de atracção dessas lojas também aumentaram visivelmente, encaminhando-se com sucesso os turistas que conheçam as lojas na Internet a consumirem nos estabelecimentos físicos das mesmas, apoiando assim a sua exploração”, afirmou Tai Kin Ip.

      O director da DSEDT teve tempo ainda para referir-se ao estatuto de Macau enquanto cidade da gastronomia, destacando, desta vez, os restaurantes da zona Norte do território. “’Cidade da Gastronomia’ é um cartão de visita de Macau para atrair turistas. A zona Norte da cidade é naturalmente uma peça imprescindível para o puzzle”, notou.

      Tai Kin Ip ainda aplaudiu o sucesso obtido nas primeiras três fases e garantiu que a DSEDT vai continuar a cooperação com as associações comerciais. “A zona Norte é a maior zona de habitação residencial de Macau, na qual existem conjuntamente culinárias diversificadas, incluindo chinesa, ocidental, japonesa e coreana, havendo diversos tipos de comidas típicas espalhadas pelas ruas e ruelas da zona, como hot pot, BBQ, sobremesas, café e chá, pratos simples e sopa de fitas. Queremos aumentar o fluxo de pessoal nos bairros da zona norte e estimular o consumo, dinamizando, por conseguinte, a economia”, concluiu o responsável.

      A DSEDT promete continuar a encorajar, através deste plano, os lojistas da zona a expandirem as suas actividades com o recurso à tecnologia, proporcionando formações específicas, ajudando as lojas a aumentarem a qualidade nos aspectos de exploração e gestão, produção e serviços prestados. Além disso, irá agarrar a nova tendência do desenvolvimento da economia de transmissão directa, aproveitando transmissão directa por influenciadores digitais para promover as lojas com características.

      Em termos de promoção online, a DSEDT, para além de actualizar e aperfeiçoar constantemente a página temática das lojas com características e apoiar as mesmas a entrarem em plataformas de consumo do interior da China, aumentará a visibilidade das mesmas através de visitas e publicação de artigos. Quanto aos canais offlline, será tirado bem proveito dos efeitos conjuntos “lojas com características + convenções/exposições” através da cooperação interdepartamental, em articulação com actividades turísticas e exposição como a Semana de Macau e a Feira Internacional de Macau (MIF), promovendo-se, com destaque, as lojas com características para aumentar a sua notoriedade, bem como serão organizados passeios guiados em bairros no sentido de atrair os participantes de convenções/exposições a consumirem em bairros.

      O Plano das Lojas com Características Próprias de Macau continuará a expandir-se, em articulação com as diversas actividades, a diversas zonas de Macau, dinamizando a economia de bairros comunitários.

       

      PONTO FINAL

      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau