Edição do dia

Quinta-feira, 22 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nevoeiro
23.9 ° C
27.6 °
22.9 °
88 %
2.1kmh
75 %
Qui
24 °
Sex
21 °
Sáb
20 °
Dom
21 °
Seg
20 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Sociedade Festival da Lusofonia marcado para o segundo fim-de-semana de Dezembro

      Festival da Lusofonia marcado para o segundo fim-de-semana de Dezembro

      Joana Chantre

       

      O Instituto Cultural (IC) confirmou ontem que o Festival da Lusofonia vai decorrer no fim-de-semana de 10 a 12 de Dezembro. Na conferência de imprensa sobre o 3.º Encontro em Macau – Festival de Artes e Cultura entre a China e os Países de Língua Portuguesa, Mok Ian Ian, presidente do IC, destacou o carácter histórico de Macau como cidade onde o Oriente se encontra com o Ocidente.

       

      Ontem, na conferência de imprensa sobre o 3.º Encontro em Macau – Festival de Artes e Cultura entre a China e os Países de Língua Portuguesa, o Instituto Cultural (IC) confirmou que o Festival da Lusofonia se vai realizar nos dias 10, 11 e 12 de Dezembro. A Lusofonia é um dos seis eventos integrados nesta iniciativa.

      Além do Festival da Lusofonia, os outros cinco eventos em destaque são: os Espectáculos de Música e Dança Tradicional na Comunidade; o Festival de Cinema entre a China e os Países de Língua Portuguesa; a Exposição Anual de Artes entre a China e os Países de Língua Portuguesa; e a série de Palestras Culturais no âmbito de “Uma Faixa, uma Rota” – Samba e Dança e as actividades do 100.º Aniversário das Casas da Taipa.

      Segundo Mok Ian Ian, presidente do IC, o objectivo é criar uma sinergia entre os vários outros festivais, trazendo a cultura e os costumes dos países de língua portuguesa para a comunidade local, “tornando Macau uma plataforma de intercâmbio cultural entre a China e a CPLP e promovendo intercâmbio”. Segundo as autoridades, este festival incorpora os valores diversos e inclusivos de Macau e o seu percurso histórico ao longo de séculos de convivência em harmonia sem perda da própria identidade.

      No que diz respeito ao Festival de Cinema, foi referido que a sua integração pretende ser um encontro de obras de excelência de cinema e arte que abrirá uma janela para o público experimentar a arte. Este ano, o evento vai ser subordinado ao tema “Os Gourmets de Cinema”, apresentando 30 filmes da China e dos vários países de língua portuguesa, com Macau no centro.

      Relativamente à Exposição Anual de Artes entre a China e os Países de Língua Portuguesa, esta será composta por duas exposições – “Simbiose” e “Abraço na Diversidade”, que apresentará obras contemporâneas dos artistas de Macau, da Grande Baía de Guangdong- Hong Kong- Macau e dos países lusófonos, “abrindo uma janela para o público experimentar a diversidade artística da China e dos países de língua portuguesa”, diz a organização em comunicado.

      No que diz respeito aos espectáculos de música e dança tradicional, em foco vão estar o Grupo de Danças e Cantares da Província de Fujian e seis grupos lusófonos locais. Finalmente, para as actividades do 100.º Aniversario das Casas da Taipa, vão ser realizadas várias actividades temáticas como visitas guiadas e um ‘workshop’ de lâmpada de escultura de papel, tal como uma série de palestras culturais incluindo literatura feminista africana e literatura brasileira no mundo.

      À margem da conferência de imprensa, Mok Ian Ian disse que, apesar de o Festival da Lusofonia já acontecer há 24 anos no mês de Outubro, a alteração da data não significa que o seu objectivo tenha mudado. A presidente do IC referiu também que tem dialogado com as associações responsáveis pelo festival. “Se não fizéssemos o adiamento, não teríamos as condições para organizar tudo, pois estamos a falar de eventos de grande escala e temos ainda de tomar conta de outras actividades de grandes dimensões. Com a estabilização da epidemia, esperamos continuar a proporcionar actividades culturais e artísticas em prol da promoção cultural da cidade”, afirmou.

       

      PONTO FINAL