Edição do dia

Quinta-feira, 22 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
neblina
21.5 ° C
23.9 °
20.9 °
100 %
3.1kmh
40 %
Qui
23 °
Sex
21 °
Sáb
20 °
Dom
21 °
Seg
20 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Política Governo de Macau e Universidade de Fudan de Xangai assinam acordo de...

      Governo de Macau e Universidade de Fudan de Xangai assinam acordo de cooperação

       

      O Governo de Macau e a Universidade de Fudan de Xangai assinaram ontem um acordo-quadro de cooperação estratégica. O acordo toca nas áreas de ciência e tecnologia, microelectrónica, inteligência artificial, títulos de dívida, economia, saúde pública, e investigação cultural.

       

      A cerimónia de assinatura do acordo foi realizada por videoconferência. Em Macau, a cerimónia decorreu no Complexo de Plataforma de Serviços para a Cooperação Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa, onde estiveram presentes o Chefe do Executivo, Ho Iat Seng, e o presidente da Universidade de Fudan, Xu Ningsheng.

      O Chefe do Executivo indicou que, após uma negociação ocorrida ao longo dos últimos meses, ambas as partes assinaram formalmente o acordo-quadro de cooperação estratégica, o qual representa uma parte importante na cooperação entre Xangai e Macau, e uma iniciativa relevante para aprofundar e implementar o conteúdo da primeira reunião bilateral. Citado por um comunicado divulgado na noite de ontem, Ho Iat Seng considerou que, nos últimos anos, Xangai e Macau têm mantido um intercâmbio e uma cooperação cada vez mais estreita, obtendo resultados frutíferos nos sectores financeiro, de convenções e exposições, cultural, turístico, e de intercâmbio entre jovens.

      Por sua vez, o presidente da Universidade de Fudan, Xu Ningsheng, afirmou que, esta assinatura representa uma nova fase no aprofundamento do intercâmbio e cooperação entre a Universidade e a RAEM, em que as duas partes podem beneficiar deste ponto de partida para auxiliar, de mãos dadas, a integração de Macau na conjuntura nacional, impulsionar a transformação das instituições do ensino superior de Macau em universidades de primeira classe mundial com características chinesas, a explorar uma nova perspectiva numa concretização bem-sucedida do princípio “um país, dois sistemas”.

      O mesmo responsável indicou ainda que, segundo o conteúdo do acordo-quadro, ambas as partes irão corresponder às necessidades estratégicas da Pátria e solidificar a cooperação em várias áreas, nomeadamente, na saúde da população, no desenvolvimento económico e social, e no intercâmbio cultural.

      Já Jiao Yang, secretário do comité do Partido Comunista da China da Universidade de Fudan, referiu que a instituição tem desempenhado um bom exemplo na formação de quadros qualificados, assumindo as responsabilidades de fornecer serviços às estratégias nacionais e ao desenvolvimento económico e social das várias regiões. Além disso, referiu ainda que a Universidade de Fudan servirá também para complementar as suas vantagens com Macau, contribuindo para um desenvolvimento próspero, formação dos quadros qualificados, ciência e tecnologia, saúde e cultura da RAEM.

       

      PONTO FINAL

      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau