Edição do dia

Terça-feira, 25 de Junho, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens quebradas
30.4 ° C
30.4 °
30.4 °
78 %
6.5kmh
83 %
Ter
30 °
Qua
30 °
Qui
30 °
Sex
30 °
Sáb
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioEconomiaQuebra de mais de 70% nas convenções e exposições em 2020

      Quebra de mais de 70% nas convenções e exposições em 2020

      O número de convenções e exposições realizadas em Macau em 2020 diminuiu mais de 70% em relação a 2019, devido ao impacto da pandemia, com as receitas do sector a caírem para menos de metade, foi ontem anunciado.

      A Direcção dos Serviços de Estatística e Censos (DSEC) realizou um inquérito aos serviços de administração predial, de segurança, de limpeza, de publicidade e de organização de convenções e exposições referente ao ano passado, publicando agora os seus resultados.

      Segundo a DSEC, as receitas do ramo dos serviços de organização de convenções e exposições cifraram-se em 288 milhões de patacas, menos 53,7%, face a 2019, devido ao número de eventos de convenções e exposições “ter diminuído mais de 70% em termos anuais, como consequência do impacto da pandemia”.

      Destaca-se que as receitas provenientes dos serviços de convenções/exposições caíram 60,2%. A proporção destas receitas em relação às receitas totais desceu de 90,8% em 2019 para 78,0% em 2020, enquanto a proporção das receitas provenientes dos serviços de publicidade foi de 15,5% em 2020 (mais 8,8 pontos percentuais, em termos anuais). As despesas totalizaram 291 milhões, menos 47,9% em termos anuais, e foram efectuadas sobretudo em compras de bens, serviços adjudicados e comissões (58,8% do total) e em despesas com pessoal (27,3%). No ano em análise o excedente bruto do ramo registou um défice de 3,63 milhões. O valor acrescentado bruto equivaleu a 75,97 milhões de patacas, isto é, menos 55,0%, em termos anuais.

      As receitas do ramo dos serviços de publicidade fixaram-se em 523 milhões, diminuindo significativamente 41,7% em termos anuais devido ao facto de muitas actividades de grande envergadura terem sido suspensas ou canceladas durante esse ano, aliado ao facto de diversos ramos de actividade económica terem despendido menos em publicidade de um modo geral. Refira-se que as receitas eram provenientes essencialmente dos serviços de publicidade (69% do total) e dos serviços de convenções/exposições (28,5%). As despesas alcançaram 533 milhões, isto é, -35,0%, em termos anuais. Realça-se que as despesas efectuadas em compras de bens, serviços adjudicados e comissões, bem como as despesas com pessoal representaram 44,8% e 36,3% do total, respectivamente. Em 2020 o excedente bruto do ramo dos serviços de publicidade registou um défice de 10,54 milhões. O valor acrescentado bruto foi de 183 milhões, ou seja, menos 48,7%, em termos anuais.

      No ano de 2020 havia 775 estabelecimentos que se dedicavam aos serviços de publicidade (666,  menos 91 estabelecimentos face a 2019) e aos serviços de organização de convenções e exposições (109, menos 17 estabelecimentos), registando-se uma queda homóloga de 108 estabelecimentos. O pessoal ao serviço totalizou 2.110 indivíduos, isto é, menos 789, em termos anuais. Em 2020 as receitas dos dois ramos de actividade económica somaram 811 milhões, menos 46,6%, em termos anuais e as despesas foram de 824 milhões, menos 40,2%.

      Ponto Final
      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau