Edição do dia

Quinta-feira, 22 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
neblina
21.5 ° C
23.9 °
20.9 °
100 %
3.1kmh
40 %
Qui
23 °
Sex
21 °
Sáb
20 °
Dom
21 °
Seg
20 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Grande China Xi Jinping pede união na abordagem aos desafios globais

      Xi Jinping pede união na abordagem aos desafios globais

      Xi Jinping falou na 76.ª sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas, sugerindo união global na abordagem dos desafios, particularmente da pandemia. O Presidente da República Popular da China garantiu também que o país não vai construir novos projectos de electricidade a carvão no exterior.

      Na 76.ª sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas, Xi Jinping interveio através de vídeo, propondo uma Iniciativa de Desenvolvimento Global para que haja o reforço da confiança e a abordagem conjunta das ameaças e desafios globais.

      Na ONU, o Presidente da República Popular da China focou-se na pandemia e afirmou: “Devemos derrotar a Covid-19 e ganhar esta luta decisiva crucial para o futuro da humanidade”. Citado pela agência estatal Xinhua, o Presidente chinês disse acreditar que a humanidade vai superar a pandemia.

      Xi Jinping pediu que se coloquem as pessoas e a vida delas em primeiro lugar, que se adopte uma abordagem baseada na ciência no rastreamento da origem, que se melhore a resposta global coordenada à Covid-19 e que se minimize o risco de transmissão transfronteiriça do vírus. Xi Jinping disse também que a vacinação é uma arma poderosa contra o vírus e que a prioridade deve ser garantir a distribuição justa e equitativa das vacinas a nível global.

      A Iniciativa de Desenvolvimento Global proposta por Xi Jinping integra seis pontos: permanecer comprometido com o desenvolvimento como prioridade; permanecer comprometido com uma abordagem centrada nas pessoas; permanecer comprometido com benefícios para todos; permanecer comprometido com o desenvolvimento orientado à inovação; permanecer comprometido com a harmonia entre o homem e a natureza; e permanecer comprometido com ações orientadas a resultados.

      Xi Jinping garantiu também que a China não vai construir novos projectos de electricidade a carvão no exterior e prometeu que o país vai intensificar o apoio a outros países em desenvolvimento no que toca às iniciativas de energia verde e de baixo carbono.

      “Precisamos de defender a paz, o desenvolvimento, a equidade, a justiça, a democracia e a liberdade, que são os valores comuns da humanidade, e rejeitar a prática de formar pequenos círculos ou jogos de soma zero”, disse Xi, citado pela Xinhua. “Os recentes desenvolvimentos da situação global mostram mais uma vez que a intervenção militar de fora e a chamada transformação democrática não trarão nada além de danos”, afirmou o Presidente chinês.

      “O sucesso de um país não deve significar o fracasso de outro país, e o mundo é grande o suficiente para acomodar o desenvolvimento comum e o progresso de todos os países”, disse Xi, acrescentando que as diferenças e problemas entre os países precisam ser tratados por meio do diálogo e da cooperação com base na igualdade e no respeito mútuo.

      Xi Jinping apelou também à ONU para “manter em alto a bandeira do verdadeiro multilateralismo e servir como a plataforma central para os países salvaguardarem conjuntamente a segurança universal, compartilharem conquistas de desenvolvimento e traçarem o curso para o futuro do mundo”. Por fim, o líder chinês propôs que a ONU defina uma agenda comum nas áreas de segurança, desenvolvimento e direitos humanos, destaque questões urgentes e se foque em acções reais, garantindo que “os compromissos assumidos por todas as partes ao multilateralismo sejam verdadeiramente cumpridos”.

      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau