Edição do dia

Quinta-feira, 22 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
neblina
21.5 ° C
23.9 °
20.9 °
100 %
3.1kmh
40 %
Qui
23 °
Sex
21 °
Sáb
20 °
Dom
21 °
Seg
20 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Ásia Indonésia detém presumível líder de grupo ligado à Al-Qaeda

      Indonésia detém presumível líder de grupo ligado à Al-Qaeda

      O esquadrão de elite da luta antiterrorista na Indonésia deteve um presumível líder de um grupo associado à Al-Qaeda, já condenado na justiça depois de considerado culpado de uma série de atentados no país, indicou a polícia.

      Segundo Ahmad Ramadhan, porta-voz da polícia indonésia, Abu Rusdan foi detido na sexta-feira em Bekasi, perto da capital, Jacarta, juntamente com três outros alegados membros do grupo ‘Jemaah Islamiyah’. “[Rusdan] é atualmente conhecido por ser activo entre a liderança da rede ilegal ‘Jemaah Islamiyah’”, disse Ramadhan à agência noticiosa Associated Press (AP).

      As autoridades indonésias consideram Rusdan uma figura-chave no ‘Jemaah Islamiyah’, que os Estados Unidos designaram como grupo terrorista.

      A rede opera no sudeste asiático e é amplamente responsabilizada por ataques nas Filipinas e na Indonésia – incluindo os atentados à bomba de 2002 na ilha turística de Bali, na Indonésia, que mataram 202 pessoas, a maioria dos quais turistas. Ramadhan descreveu as detenções como parte de uma investigação nacional mais ampla. A polícia ainda está também a procurar outros membros suspeitos, seguindo dicas de que o grupo estava a recrutar e a treinar novos operacionais na Indonésia.

      Nascido em Java Central, Rusdan, de 61 anos, foi condenado à prisão em 2003 por abrigar Ali Ghufron, um militante que foi, mais tarde, condenado e executado pelos atentados à bomba em Bali.  Após ser libertado, em 2006, Rusdan viajou pela Indonésia para proferir discursos e sermões inflamados que receberam dezenas de milhares de visualizações no YouTube.  Num sermão gravado, considerou o Afeganistão como a “terra da ‘jihad’”, referindo-se ao país onde recebeu treino com elementos de outros grupos militantes.

      Nas últimas semanas, a unidade de contraterrorismo da polícia da Indonésia, conhecida por Densus 88, deteve 53 alegados membros do ‘Jemaah Islamiyah’ em 11 províncias. Em 2008, um tribunal indonésio ilegalizou o grupo.

      Sucessivas operações e investigações, apoiadas pelas forças de segurança do país, que, por seu lado, foram sustentadas pelos Estados unidos e Austrália, ajudaram a enfraquecer a rede terrorista.

      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau