Edição do dia

Segunda-feira, 26 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
13.9 ° C
15.9 °
13.9 °
72 %
5.7kmh
40 %
Dom
16 °
Seg
19 °
Ter
20 °
Qua
20 °
Qui
21 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Sociedade Burla em esquema de enriquecimento deu prejuízo de cinco milhões

      Burla em esquema de enriquecimento deu prejuízo de cinco milhões

      Uma mulher fez queixa à polícia alegando ter sido burlada pela própria amiga no valor de cinco milhões de dólares de Hong Kong após um investimento num suposto esquema de enriquecimento com juros.

      No dia 9 de Setembro, uma residente de 44 anos, dona de casa, dirigiu-se à esquadra de polícia para apresentar queixa contra a sua amiga de mais de três anos. A queixosa alegou que a amiga, que tem a profissão de gerente, a teria enganado através de um esquema de enriquecimento através de juros. No entanto, acabou com um prejuízo de cinco milhões de dólares de Hong Kong na conta.

      A vítima contou que a amiga, após se terem conhecido, a aliciava com esquemas de investimento onde poderia ganhar largas quantias de dinheiro apenas com os juros, não precisando de fazer nada. O conceito convenceu-a a aceitar o desafio e fez um depósito de cinco milhões de dólares numa conta VIP de um casino local, indicada pela suspeita, em Dezembro do ano passado.

      O plano seria que todos os meses, após esse depósito de dinheiro, receberia 125 mil dólares de Hong Kong em juros, chegando a receber 60 mil dólares. Contudo, a partir de Junho, os juros pararam de fluir, fazendo com que a investidora pedisse esclarecimentos à amiga, que apenas disse que não era possível pagar os juros inicialmente previstos.

      Visto isto, a mulher contactou as autoridades no dia 9 de Setembro, apresentando queixa contra a amiga alegando um prejuízo total de cinco milhões de dólares de Hong Kong. No mesmo dia à tarde, a arguida foi interceptada pela polícia enquanto tentava sair do território.

      O caso foi entregue ao Ministério Público no dia 10 de Setembro e a mulher foi acusada do crime de Burla Qualificada.

       

      Acidente denunciou motociclista com carta suspensa

      Um residente de vinte anos, vendedor de profissão, foi acusado de conduzir enquanto tinha carta suspensa. O caso foi descoberto pela polícia durante a investigação de um acidente. As autoridades procuravam apurar o perfil de um homem que tinha sido admitido no hospital com ferimentos ligeiros enquanto guiava a sua mota na zona norte do Fai Chi Kei. O homem acabou por alegar que ele e a sua namorada tinham sido vítimas de um acidente de viação após um carro ter embatido contra eles.

      As investigações acabaram por vir descobrir que o motociclista tinha a carta suspensa por um período de sete meses no seguimento de uma acusação de condução com excesso de velocidade.

      Visto isto, o homem acabou por ser acusado outra vez, desta vez pelo crime de condução com carta suspensa e de desobediência agravada, tendo o caso sido transferido para o Ministério Público a 11 de Setembro.