Edição do dia

Quinta-feira, 29 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
14.9 ° C
14.9 °
14.9 °
77 %
8.8kmh
40 %
Qui
15 °
Sex
16 °
Sáb
14 °
Dom
20 °
Seg
21 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Sociedade Trabalhadores de risco terão de realizar testes regulares à Covid-19

      Trabalhadores de risco terão de realizar testes regulares à Covid-19

      O Governo definiu quatro grupos de trabalhadores de risco que terão de realizar testes de ácido nucleico de sete em sete dias ou até diariamente. Neste lote estão profissionais de saúde, trabalhadores dos postos fronteiriços e tripulantes de bordo. Em estudo está também um plano de vacinação para funcionários públicos e trabalhadores dos serviços sociais, entre outros, indicaram ontem as autoridades de saúde.

      As autoridades de saúde de Macau vão avançar para a realização periódica de testes de ácido nucleico aos trabalhadores de risco. A informação foi adiantada ontem na conferência de imprensa do Centro de Coordenação de Contingência do Novo Tipo de Coronavírus. Os testes poderão ser diários ou de sete em sete dias.

      Tai Wa Hou, clínico da direcção do Centro Hospitalar Conde de São Januário, detalhou que há quatro grupos de risco, entre os quais se encontram profissionais de saúde, trabalhadores das enfermarias de isolamento, trabalhadores das urgências dos hospitais, tripulantes de bordo, trabalhadores dos postos fronteiriços e transportadores de produtos alimentares da cadeia de frio. De acordo com o grau de risco, cada profissional terá de fazer testes de sete em sete dias ou todos os dias. As autoridades ainda não decidiram se os testes serão gratuitos.

      O responsável adiantou também que as autoridades estão a ponderar planos de vacinação para funcionários públicos, trabalhadores de serviços sociais, docentes e funcionários de escolas e motoristas de transportes públicos, por exemplo. Esses planos serão anunciados em breve, indicou Tai Wa Hou.

      As autoridades de saúde também actualizaram os números da vacinação. Até à tarde de ontem, foram administradas, no total, 607.741 doses de vacina contra a Covid-19 a 329.375 pessoas. Destas, 49.053 têm apenas a primeira dose, enquanto 280.322 têm a vacinação completa. Na conferência de imprensa de ontem, o coordenador do plano de vacinação de Macau explicou que as autoridades estão a ponderar adquirir mais 30 mil doses da vacina Sinopharm. Actualmente, em ‘stock’ há 170 mil doses de Sinopharm e ainda 50 mil doses da vacina mRNA da BioNTech.

      Leong Iek Hou, coordenadora do grupo, detalhou a medida que entrou em vigor na tarde de domingo, que diz que todos os indivíduos que tenham estado no subdistrito de Nanhuaxi, do distrito de Haizhu, da cidade de Cantão no dia 28 de Agosto ou após essa data, e os que tenham estado no subdistrito de Dongshan, no subdistrito de Huale, no subdistrito de Dengfeng, do distrito de Yuexiu, da cidade de Cantão no dia 1 de Setembro de 2021 ou após essa data, serão sujeitos a observação médica por um período de 14 dias a contar da data de saída dos locais referidos, não podendo esse período ser inferior a sete dias. Leong Iek Hou explicou que esses indivíduos vão ficar com o Código de Saúde amarelo e terão de realizar cinco testes de ácido nucleico no espaço dos 14 dias.

      Na conferência de imprensa, Tai Wa Hou indicou também que o filho da família que ficou infectada em Macau já teve alta hospitalar, uma vez que os últimos testes de ácido nucleico deram negativo. Agora, o jovem terá de cumprir mais um mês em convalescença no Centro Clínico de Saúde Pública do Alto de Coloane. A filha já tinha tido alta e o pai e a mãe estão “em boas condições de saúde”, disse.