Edição do dia

Quinta-feira, 22 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
neblina
21.9 ° C
25.4 °
20.9 °
100 %
3.1kmh
75 %
Qui
23 °
Sex
21 °
Sáb
20 °
Dom
21 °
Seg
20 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Política Pequim promulga projecto de construção da zona de cooperação entre Guangdong e...

      Pequim promulga projecto de construção da zona de cooperação entre Guangdong e Macau em Hengqin

      O Governo Central promulgou o projecto geral de construção da zona de cooperação aprofundada entre Guangdong e Macau em Hengqin. O Executivo de Macau garantiu que vai “agarrar com determinação este projecto” para “criar boas e novas oportunidades” para a região. Além disso, pediu o apoio de toda a população no desenvolvimento da zona de cooperação com Guangdong na Ilha da Montanha. Gabinete de Ligação do Governo Popular Central na Região Administrativa Especial de Macau sublinhou que o projecto dará “um novo ímpeto no desenvolvimento estável de ‘Um País, Dois Sistemas’”.

      O Governo Central promulgou ontem o projecto geral de construção da zona de cooperação aprofundada entre Guangdong e Macau em Hengqin, anunciou o Executivo de Macau, dizendo que isto demonstra o apoio das autoridades do interior da China ao “desenvolvimento diversificado e adequado da economia de Macau”. Este é um projecto “importante para o enriquecimento do princípio ‘Um País, Dois Sistemas’, traduzindo-se numa força motriz para o desenvolvimento de Macau, a longo prazo”. A promulgação foi recebida pelo Executivo de Macau com “grande satisfação”. “O Governo irá agarrar com determinação este projecto, com o objectivo de criar boas e novas oportunidades para Macau e introduzir uma nova dinâmica”, lê-se no comunicado do Governo da RAEM.

      O Governo de Macau lembrou as palavras de Xi Jinping, aquando da cerimónia dos 20 anos do regresso de Macau à administração chinesa, que sublinhou que “Macau deve empenhar-se na cooperação com Zhuhai na construção conjunta de Hengqin (Ilha da Montanha), abrindo um novo capítulo que vai alargar o espaço de crescimento e injectar uma nova dinâmica ao desenvolvimento de Macau, a longo prazo, indicando assim com clareza as orientações de cooperação entre Macau, Guangdong e Zhuhai na exploração da Ilha de Hengqin”.

      A construção da zona de Hengqin é, diz o Executivo local, “uma acção importante para a execução aprofundada das ‘Linhas Gerais do Planeamento para o Desenvolvimento da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau’, um planeamento importante para enriquecer o princípio ‘Um País, Dois Sistemas’, o aprofundamento de uma reforma plena e para um novo sistema de economia com alto nível de abertura, com o objectivo de criar novas oportunidades, introduzir uma nova dinâmica e um novo espaço que visa proporcionar aos residentes de Macau bem-estar social, contribuindo para a promoção da prosperidade e estabilidade permanente de Macau e a sua integração na conjuntura do desenvolvimento nacional”.

      As autoridades locais frisam que têm impulsionado o projecto e dizem acreditar que “o cumprimento da orientação do princípio de defesa da base ‘Um País’ e do aproveitamento máximo das vantagens de ‘Dois Sistemas’, contribui para encontrar novos regimes e exemplos de desenvolvimento na construção da zona de cooperação, bem como a injecção de uma nova dinâmica na implementação bem-sucedida, estável e duradoura do princípio ‘Um País, Dois Sistemas’ com características de Macau”.

      Em conclusão, o Governo de Macau diz esperar que a população “se una e se esforce para aproveitar as oportunidades e cumprir os objectivos definidos no projecto, a fim de criar, conjuntamente, um futuro melhor para Macau”.

      O Gabinete de Ligação do Governo Popular Central na Região Administrativa Especial de Macau também divulgou ontem um comunicado sobre a promulgação do projecto e frisou que a iniciativa “vai injectar “um novo ímpeto no desenvolvimento estável de ‘Um País, Dois Sistemas’”.

      O comunicado reforça que Xi Jinping “atribui grande importância ao trabalho de Hengqin”, tendo tomado “importantes medidas” para o desenvolvimento da iniciativa. O gabinete refere também que o projecto tem como objectivo promover a diversificação da economia local e melhorar a qualidade de vida dos residentes. Além disso, “demostra a firme determinação do Governo Central em apoiar a integração de Macau no desenvolvimento global do país e em promover a prosperidade e estabilidade a longo prazo de Macau”.

      Segundo a Xinhua, que cita detalhes do plano, a área total da zona de cooperação será de cerca de 106 quilómetros quadrados. O projecto define a posição estratégica de Hengqin como uma nova plataforma para impulsionar a diversificação económica de Macau e visa dar um novo espaço que proporciona conveniência à vida e emprego dos residentes de Macau, bem como um “novo modelo para enriquecer a prática do princípio ‘Um País, Dois Sistemas’ e ainda um novo terreno elevado para a construção da área da Grande Baía de Guangdong-Hong Kong-Macau.