Edição do dia

Quarta-feira, 7 de Dezembro, 2022
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
céu limpo
17.9 ° C
21.6 °
17.9 °
72 %
7.2kmh
0 %
Qua
19 °
Qui
22 °
Sex
22 °
Sáb
22 °
Dom
21 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Lusofonia Autoridades timorenses estimam quase 100.000 infectados em Díli

      Autoridades timorenses estimam quase 100.000 infectados em Díli

      As autoridades timorenses estimam que possam existir cerca de 100 mil pessoas infetadas com a SARS-CoV-2 em Díli, depois daquela que foi a pior semana da pandemia em termos de novos casos, hospitalizações e mortes.

      “A prevalência estimada de covid-19 em Díli é entre 27,2 e 31,7%. Com base nesta prevalência, estima-se que cerca de 100.000 pessoas em Díli estão atualmente infectadas. Isto representa um risco particular para quem ainda não vacinado”, pode ler-se no boletim epidemiológico semanal.

      A análise baseia-se na taxa de positividade, ou seja, no número de casos positivos em percentagem dos testes realizados, e na semana entre 23 e 29 de Agosto, foram encontrados 1.777 casos entre 6.061 testes, ou seja, 29,3%, mais do que os 24,7% da semana anterior.

      No boletim confirma-se que na semana entre 23 e 29 de agosto houve um total de 2.186 casos no país, o pior registo semanal desde o início da pandemia, correspondendo a 13,3% de todos os casos registados no país até agora. “A pandemia COVID-19 continua a afetar muitas pessoas em Timor-Leste, com um elevado número de casos graves e mortes na última semana. A maioria dos casos graves e mortes são pessoas que ainda não foram vacinadas”, refere-se no documento.

      A análise semanal foi preparada pelo Pilar 3 do Ministério da Saúde, em conjunto com a ‘task-force’ para Prevenção e Mitigação da covid-19 da Sala de Situação do Centro Integrado de Gestão de Crise (CIGC).

      O Instituto Nacional de Saúde timorense, a Organização Mundial de Saúde (OMS), as Equipas de Apoio Médico Australiano (AusMAT) e a Menzies School of Health Research, instituição que apoia o Laboratório Nacional timorense em Díli nos testes à covid-19, também participam no estudo.

      “A situação com a covid-19 em Timor-Leste é atualmente muito grave. Os números de casos estão a aumentar e a proporção de casos graves também aumentou. O aumento do número de casos graves de covid-19 coloca uma pressão extrema sobre o sistema de saúde”, nota-se no boletim. “Uma grande proporção de pessoas em Díli foi infetada com covid-19 recentemente, e a transmissão está a aumentar também noutros municípios”, considera-se.

      Sublinhando a importância da vacinação para reduzir sintomas graves e risco de morte, no boletim sublinha-se que “pessoas não vacinadas têm 10 vezes mais probabilidades de morrer com covid-19 do que as pessoas que estão totalmente vacinadas”.

      Na análise salienta-se que só na última semana se registaram 96 casos de hospitalizações nos centros de isolamento de Vera Cruz, Lahane ou outros hospitais, o que representa “o maior número de casos que foram hospitalizados desde o início da pandemia” em termos semanais.

      Durante a semana registaram-se ainda 14 mortos, o que representa 22,5% dos 62 óbitos de pessoas infetadas registados desde o início da pandemia, com a atual taxa de mortalidade por casos cifrada em 0,6%.

      No boletim evidencia-se que a situação da pandemia se agravou praticamente em todo o país na semana entre 23 e 29 de agosto, em comparação com a semana anterior, com a incidência a aumentar em todos os municípios – com exceção de Ermera e Manufahi – e na Região Administrativa Especial de Oecusse-Ambeno (RAEOA).

      A nível nacional, a taxa de incidência aumentou de 17,9 para 23,7 casos por 100.000 habitantes, com os valores mais elevados registados em Díli (58), Covalima (26,6) e Baucau (24,3).

      No que toca à vacinação, na última semana foram administradas cerca de 55 mil doses, elevando para quase 390 mil as doses administradas desde 29 de julho, com 51,3% da população com mais de 18 anos já com a primeira dose e 25,9% com a vacinação completa. “Uma dose de vacina AstraZeneca reduz em 71% o risco de hospitalização da doença covid-19 grave. Duas doses da vacina AstraZeneca reduzem em 92% o risco de hospitalização por doença grave”, considera-se.

      Por essa razão defende-se mais urgência no processo de vacinação, especialmente nas zonas com menos cobertura – Ainaro, Aileu, Ermera e Liquiçá –, sublinhando a importância do confinamento obrigatório para reduzir a transmissão.

       

      Timor-Leste tem actualmente um total de 4.554 casos activos da covid-19, com um total de 16.402 infecções detetadas desde o início da pandemia e um total de 62 mortos, dos quais 36 (58%) só no mês de Agosto.

      Os casos detectados em Agosto, 5.504, representam 33,6% de todos os casos detetados no país desde o início da pandemia.

      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau

      DEIXE UMA RESPOSTA

      Por favor escreva o seu comentário!
      Por favor, escreve aqui o seu nome