Edição do dia

Terça-feira, 9 de Agosto, 2022
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
céu pouco nublado
27.9 ° C
27.9 °
26.9 °
83 %
5.1kmh
20 %
Seg
28 °
Ter
28 °
Qua
29 °
Qui
28 °
Sex
29 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Sociedade Empresário acusado de tentar burlar o Governo em 400 mil patacas

      Empresário acusado de tentar burlar o Governo em 400 mil patacas

      Um homem de 49 anos, dono de uma empresa de engenharia, pediu subsídio ao Governo de quase 400 mil patacas com o pretexto de querer investir na compra de veículos operacionais e equipamento de engenharia para a sua empresa. Porém, foi acusado de falsificação de documentos com o auxílio de um amigo para a compra de um veículo.

      O responsável por uma empresa de engenharia está envolvido num caso de fraude e falsificação de documentos, de acordo com uma investigação da Polícia Judiciária (PJ). O caso remonta a Novembro de 2019, quando o arguido, um empresário do sector de engenharia, solicitou um empréstimo à Direcção dos Serviços de Economia e Desenvolvimento Tecnológico (DSEDT) como forma de assistência englobada no esquema de apoio do Governo às pequenas e médias empresas. O homem pretendia assim comprar veículos operacionais e equipamento de engenharia, segundo as autoridades.

      Depois de ter sido concedido o subsídio de 399 mil patacas, o empresário de 49 anos apresentou uma declaração de compra de um veículo à DSEDT em Janeiro de 2021, alegando que teria adquirido o veículo por 208 mil patacas a um residente de Macau. Contudo, depois de investigada a transacção foi descoberto que o indivíduo planeou com o amigo defraudar o Governo neste esquema de apoio falsificando a transacção do veículo. O veículo em questão, depois de um ano de ter sido adquirido, foi subsequentemente transferido de volta para o conhecido do empresário.

      Nos dias 24 e 25 os dois homens envolvidos foram convocados à esquadra para prestarem declarações, tendo ambos admitido que praticaram as ofensas fraudulentas para obter a assistência financeira, referiram as autoridades.

      O caso foi já encaminhado para o Ministério Público e os dois indivíduos foram acusados de três ofensas, incluindo burla, falsificação de documento e falsificação de documento de especial valor.

       

      Trafico de droga em mãos vietnamitas

      A Polícia Judiciária recebeu uma denúncia alegando que um homem vietnamita estava envolvido em actividades de tráfico de droga em Macau. Depois de investigada a informação, as autoridades conseguiram descobrir o paradeiro do suspeito e o seu local de trabalho.

      Na tarde do dia 25 de Agosto os agentes interceptaram o homem em questão na zona do Nape e encontraram no seu local de trabalho variados tipos de droga no valor de 6 mil patacas, nomeadamente 1,13 gramas de Ketamina, 0,58 gramas de “Ice” e sete comprimidos de ecstasy com um peso de aproximadamente 5,03 gramas.

      Confrontado, o homem acabou por admitir que foi recrutado por um outro vietnamita para começar a ganhar dinheiro a vender droga, referiram as autoridades.

      O caso foi transferido para o Ministério Público e o homem foi acusado de tráfico ilegal de narcóticos e substâncias psicotrópicas. As autoridades garantem que vão continuar a rastrear a origem das substâncias e também a identidade de outras pessoas envolvidas no caso.

      DEIXE UMA RESPOSTA

      Por favor escreva o seu comentário!
      Por favor, escreve aqui o seu nome