Edição do dia

Quinta-feira, 22 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
neblina
21.5 ° C
23.9 °
20.9 °
100 %
3.1kmh
40 %
Qui
23 °
Sex
21 °
Sáb
20 °
Dom
21 °
Seg
20 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Política Optimização das tecnologias de comunicação deve apoiar transformação digital das empresas

      Optimização das tecnologias de comunicação deve apoiar transformação digital das empresas

      O Governo acredita que a optimização das tecnologias de comunicação e das infraestruturas de Macau “pode contribuir positivamente para apoiar a transformação digital das empresas e para o desenvolvimento da inovação tecnológica”. Em resposta a José Pereira Coutinho, a Direcção dos Serviços de Correios e Telecomunicações (CTT) não quis adiantar detalhes sobre os trabalhos de licenciamento 5G.

      José Pereira Coutinho apresentou uma interpelação escrita ao Governo sobre a abertura do mercado de telecomunicações. O deputado queria saber quais as condições que o Executivo pensa estabelecer para a atribuição das licenças 5G. A Direcção dos Serviços de Correios e Telecomunicações (CTT) não deu detalhes, disse apenas que a optimização das tecnologias de comunicação e das infraestruturas pode contribuir para apoiar a transformação digital das empresas e para o desenvolvimento da inovação.

      O presidente da Associação dos Trabalhadores da Função Pública de Macau (ATFPM) lembrou que a introdução da licença de convergência dos futuros serviços de 5G tem vindo a suscitar dúvidas, uma vez que privilegia “as actividades da empresa incumbente [a CTM] em detrimento dos demais operadores”.

      Coutinho afirmou também que a CTM continua a deter o monopólio das telecomunicações e “não se verificou uma efectiva e verdadeira abertura neste mercado persistindo no monopólio e concorrência desleal”. Assim, o deputado perguntou: “Quais são as condições que o Governo planeia estabelecer para atribuição das licenças de 5G, que permitam às empresas interessadas em concorrer e actuar no mercado em condições favoráveis, leais, justas e de efectiva concorrência?”.

      A esta questão, Derby Lau, directora dos CTT, respondeu apenas que “o Governo planeia iniciar os trabalhos de licenciamento 5G em conformidade com a legislação vigente”, sendo que “os respectivos pormenores serão anunciados em tempo oportuno”.

      Por outro lado, Coutinho questionou também quais os motivos para o atraso da emissão da licença de convergência na negociação do contrato de concessão do Serviço Público de Telecomunicações da RAEM, e regulação do acesso à utilização dos activos de concessão pelos operadores interessados. Derby Lau disse apenas que a Lei das Telecomunicações, que já entrou em processo legislativo, “criará condições mais favoráveis para o sector das telecomunicações de Macau e para a construção da rede 5G”.

      Por último, Pereira Coutinho interrogou de que planos é que o Governo dispõe para a implementação de infraestruturas e conhecimentos no sector das tecnologias de informação e comunicação, “que permitam a concretização da integração estratégica com a região da Grande Baía, potenciando a sua vantagem competitiva e introduzindo novas oportunidades de crescimento para a economia”.

      Derby Lau salientou que o Governo quer promover a construção de comunidades inteligentes e a economia digital, incluindo a promoção da utilização racional de meios relativos às tecnologias de informação por parte das pequenas e médias empresas, “concretizando a transformação digital e a inovação na gestão operacional”, para “acompanhar os hábitos de consumo e as tendências de desenvolvimento do mercado e melhor integrarem-se no novo ambiente da economia digital”.

      “Acredita-se que a optimização contínua das tecnologias de comunicação e das infraestruturas de Macau pode contribuir positivamente para apoiar a transformação digital das empresas e para o desenvolvimento da inovação tecnológica”, conclui a responsável.