Edição do dia

Domingo, 3 de Março, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
14.9 ° C
18.9 °
14.9 °
88 %
1.5kmh
40 %
Dom
20 °
Seg
22 °
Ter
23 °
Qua
24 °
Qui
19 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Política CAEAL apela à prevenção da epidemia durante o período de campanha eleitoral

      CAEAL apela à prevenção da epidemia durante o período de campanha eleitoral

      ELEIÇÕES

      A Comissão de Assuntos Eleitorais da Assembleia Legislativa (CAEAL) divulgou na sexta-feira as orientações para as actividades de campanha eleitoral no que diz respeito à prevenção da epidemia. O período de campanha eleitoral, recorde-se, começa no dia 28 de Agosto e termina no dia 10 de Setembro, em 18 locais designados pela CAEAL para realizar as actividades de campanha.

      A CAEAL diz que os 18 locais para as actividades de campanha serão vedados com barreiras metálicas, para que estes fiquem separados dos locais públicos. Nas entradas e saídas das barreiras metálicas, as listas devem fazer a medição da temperatura dos participantes e verificar o seu Código de Saúde. Além disso, será definido um limite máximo de pessoas em cada um destes locais.

      Assim, as candidaturas devem efectuar a medição de temperatura corporal e verificar o Código de Saúde de todos os participantes das actividades de campanha eleitoral, recusando a entrada a indivíduos com febre ou com sintomas do tracto respiratório. As candidaturas devem controlar o fluxo de pessoas que entram nos referidos locais, assegurando que o número de pessoas não exceda o limite máximo de pessoas permitido a permanecer nos locais destinados à campanha eleitoral, avisa a CAEAL.

      Nos locais, todas as pessoas devem usar máscara durante o período em que permanecem nos referidos locais e, caso seja necessário retirar a máscara, não devem fazê-lo por um período longo, devendo ainda manter uma maior distância social com os outros. Além disso, as listas devem disponibilizar aos participantes presentes materiais para a prevenção da epidemia, tais como, máscara, sabão líquido e produtos de limpeza e desinfecção.

      Por outro lado, os mandatários das candidaturas, candidatos e outros elementos devem apresentar um teste de ácido nucleico emitido nos últimos sete dias ou terem concluído as duas doses de vacinação.

      A CAEAL apela a que todas as precauções sejam cumpridas. Caso contrário, a CAEAL avisa que pode cancelar o direito de utilização dos locais distribuídos aos candidatos.

      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau