Edição do dia

Quinta-feira, 22 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nevoeiro
23.9 ° C
27.6 °
22.9 °
88 %
2.1kmh
75 %
Qui
24 °
Sex
21 °
Sáb
20 °
Dom
21 °
Seg
20 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Grande China Grande Baía procura quadros qualificados na indústria transformadora

      Grande Baía procura quadros qualificados na indústria transformadora

      A indústria transformadora da Grande Baía é aquela que mais necessita de talentos. Segundo uma nota divulgada pelas autoridades das nove cidades do interior da China pertencentes à Grande Baía, os próximos três a cinco anos serão cruciais para a formação de talentos.

      As autoridades das nove cidades do interior da China que fazem parte da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau divulgaram uma lista dos quadros qualificados mais necessários. Segundo o portal GD News, as autoridades notaram que a necessidade de talentos na indústria transformadora está a aumentar e nos próximos três a cinco anos estes serão os profissionais mais requisitados.

      Os dados da lista derivam de mais de 17 mil empresas das cidades da província de Guangdong, abrangendo no total 26 indústrias, incluindo sete indústrias estratégicas emergentes. Um total de 57,7 mil postos de trabalho – de 316 tipos e 403 especialidades – estão agora vagos, aguardando mais de 331,7 mil talentos.

      A maior necessidade provém da indústria transformadora, que representa mais de metade do total. A procura de talentos altamente qualificados está numa fase de crescimento exponencial, com a proporção global de licenciados a aumentar de 14,55% para 20,9%, e de pós-graduados, de 2,08% para 3,33%.

      Além da indústria transformadora, a indústria financeira, de investigação científica e serviços técnicos, da educação e formação, procuram profissionais qualificados com pós-graduações ou mestrados. As indústrias como o alojamento, a restauração e a manufactura, por outro lado, têm a maior proporção de licenciados das escolas profissionais e de nível inferior, 93,53% e 92,93%, respectivamente.

      Na lista dos sectores que procuram talentos, as 30 primeiras posições de alta procura envolvem principalmente tecnologia I&D, comércio, marketing, bem como administração e gestão. E o primeiro lugar vai para o desenvolvimento de produtos, depois dos quais são engenheiros de software e gestores de vendas.

      As especialidades mais necessárias incluem concepção mecânica, fabrico e automatização, ciência da informação e informática, marketing, engenharia mecânica, e economia, por exemplo. Enquanto que para a medicina, literatura e educação, a necessidade é comparativamente baixa.

      Em Guangzhou, Shenzhen, e Zhuhai, onde a alta tecnologia e o fabrico avançado são os pilares económicos, posições técnicas como programador ou engenheiro de software são as mais urgentes. Enquanto que em Foshan, Huizhou, Dongguan, Zhongshan, Jiangmen, e Zhaoqing, posições como desenvolvedor de produtos, engenheiro de montagem, e gerente de oficina são as que têm as maiores carências, uma vez que estas cidades dependem em grande parte da indústria transformadora em geral, assinala o portal. No entanto, todas as nove cidades têm falta de força de vendas.

      Nos próximos três a cinco anos predominará a necessidade de trabalhadores qualificados, seguidos por talentos especializados e pessoal de gestão. Programadores, engenheiros de software, e gestores de vendas continuarão a ser vitais em várias indústrias estratégicas emergentes, diz a GD News.

      “Olhando para o futuro, iremos fasear o desenvolvimento da Grande Baía e divulgar a lista de forma regular para transmitir com precisão e atempadamente a informação sobre a escassez de talentos”, disse Zhou Cheng, director adjunto do Departamento de Recursos Humanos e Segurança Social de Guangdong. O responsável também mencionou que a lista vai abranger todas as 21 cidades de Guangdong.