Edição do dia

Domingo, 3 de Março, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
12.9 ° C
15.9 °
12.9 °
88 %
4.6kmh
40 %
Dom
20 °
Seg
22 °
Ter
24 °
Qua
24 °
Qui
19 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Economia Ho Ion Sang pede nova ronda de apoios económicos às PME afectadas...

      Ho Ion Sang pede nova ronda de apoios económicos às PME afectadas por surto de Covid-19 na comunidade

      O deputado Ho Ion Sang defendeu uma nova ronda de estímulos económicos às pequenas e médias empresas locais afectadas pela quebra acentuada de visitantes no início do mês de Agosto na sequência de um surto de Covid-19 na comunidade. Em comunicado, o deputado eleito pela União Promotora para o Progresso recordou que as pequenas e médias empresas foram das mais afectadas com a quebra de turistas desde o início da pandemia, e que muitas encerraram temporariamente devido a quatro casos confirmados de Covid-19 na comunidade. “O rendimento das lojas caiu drasticamente e ainda têm de pagar renda e outras despesas, o que dificulta o seu funcionamento. Em particular, as PME encontram-se numa situação ainda mais difícil, uma vez que o seu volume de negócios foi reduzido a zero durante meio mês e têm de reembolsar os empréstimos da ronda anterior de medidas de assistência financeira”, escreveu o deputado, acrescentando que estas empresas “são uma força indispensável para promover o desenvolvimento económico e a diversificação moderada”.

      No comunicado, o deputado considerou também que as autoridades devem considerar um “alargamento do mecanismo de apoio existente para ajudar as PME a ultrapassar as dificuldades”. “Espero que as autoridades prestem atenção às indústrias especialmente afectadas, tais como os trabalhadores independentes, motoristas da linha de frente, taxistas, etc., e prestem assistência financeira para ajudar os residentes afectados a lidar com a pressão do actual ambiente económico. O Executivo deve ainda fazer um balanço da eficácia das anteriores rondas de medidas de assistência económica o mais rapidamente possível, e assegurar que a situação real das pessoas com dificuldades de emprego seja devidamente compreendida. O Governo deve também fazer preparativos rápidos para a implementação de medidas destinadas a revitalizar a economia e a prestar uma assistência precisa às pessoas com dificuldades de emprego”, frisou Ho Ion Sang em comunicado.

      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau