Edição do dia

Sábado, 30 de Setembro, 2023
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
céu pouco nublado
30.9 ° C
32.9 °
30.9 °
70 %
3.6kmh
20 %
Sáb
31 °
Dom
30 °
Seg
29 °
Ter
29 °
Qua
31 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Cultura A meditação e o auto-descobrimento englobados numa aula de 60 minutos

      A meditação e o auto-descobrimento englobados numa aula de 60 minutos

      “Introdução à prática dos diferentes tipos de meditação” vai ser uma aula lecionada pela ‘wellness coach’ Chang Hio Lou, ou Loulou, nome que usa profissionalmente. Esta ‘yogini’ natural de Macau tem desenvolvido vários eventos no sector do bem-estar e cooperado com várias marcas, incluindo a Lululemon, de quem é embaixadora. Esta aula, de data ainda por confirmar por um imprevisto relacionado com o estúdio onde iria decorrer, procura apelar aos interessados em técnicas de meditação, com foco, entre outras coisas, na respiração e na visualização, com o objectivo de ajudar os participantes a conhecerem-se um pouco melhor.

      Chang Hio Lou, ou Loulou, como é mais conhecida no campo profissional, é uma ‘wellness coach’, autora de livros e professora de yoga e de meditação, tal como embaixadora da marca canadiana de roupa e aparelhos de yoga Lululemon. Natural de Macau, Loulou estudou e trabalhou nos Estados Unidos durante mais de uma década, local onde começou a interessar-se no yoga como um passatempo antes de voltar à sua cidade natal em 2009, onde decidiu enveredar por uma carreira no campo do fitness e do bem-estar.

      Loulou dedica-se de momento à indústria do bem-estar, participando em eventos de hotéis, colaborações com vários tipos de marcas, prática de yoga e meditação ao ar livre, e ensina aulas individuais todas as quintas-feiras e domingos.

      “Eu comecei a praticar yoga há mais de 15 anos”, começou por explicar ao PONTO FINAL Loulou, que iniciou a prática com a forma de yoga chamada ‘Asana’, que significa posturas corporais. “Quando comecei a praticar não sabia nada sobre a filosofia do yoga ou mesmo sobre o seu significado mais profundo em geral. Basicamente pensava que o yoga era apenas um exercício qualquer”, prosseguiu.

      A chinesa de Macau conta que depois de se formar em Contabilidade trabalhou alguns anos em São Francisco, antes de voltar à terra natal e mudar a carreira para o Marketing, tendo trabalhado nesta indústria por cerca de 10 anos. “Trabalhei em diferentes indústrias, tais como imobiliária, leiloeiras, entre outras”, relembra. “Em 2017, porém, quis começar o meu próprio negócio pois sempre tive esta paixão por viajar e criar uma aplicação de viagem, algo como a ‘AIR BNB Experience’, fazer algo na parte das experiências, como para as reservas de viagens privadas”, acrescentou.

       

      Pesquisa pelo mundo

      Assim, a ‘wellness coach’ começou a viajar pelo mundo em 2017 para fazer alguma pesquisa e ver o que as pessoas realmente precisam quando viajam, utilizando ao mesmo tempo todo o tipo de aplicações do mercado chinês para ver o que já está disponível e se conseguia criar algo novo. Porém, apercebeu-se pouco tempo depois que não teria fundos suficientes para criar a aplicação e com tristeza desistiu do projecto. “Isso levou-me a um ponto muito baixo da minha vida, sem saber o que queria desenvolver como carreira, por isso decidi escrever um livro sobre a minha viagem onde pudesse colocar todos os meus sentimentos, porque na altura não tinha a mínima ideia do que queria fazer da vida”, revela

      No entanto, em 2018, durante uma das suas viagens pelo mundo, parou em Bali e fez a formação de professora de yoga porque queria saber mais sobre esta filosofia. “É realmente interessante porque tinha a sensação de que no yoga haveria uma resposta para mim, por isso decidi ir mais fundo na prática. E depois foi aí também que conheci um professor de meditação durante um dos treinos de yoga”, afirmou.

      “Trabalhei com a marca [Lululemon] pontualmente, durante um ano para diferentes eventos, eles convidaram-me para ensinar aqui e ali, e depois, em Junho deste ano, perguntaram-me se eu gostaria de fazer parte da família Lululemon e ser embaixadora”, indica.

      Em relação ao curso de meditação que se prepara para leccionar intitulado “Introdução à práctica dos diferentes tipos de meditação”, inicialmente ponderado para dia 14 de Agosto, ficou ainda por confirmar devido à localização. “Este curso de uma hora é o nível de entrada para todos os cursos que tenho, apesar de já leccionar esta matéria em Macau há mais de um ano. Para muitos dos principiantes, quando começam a praticar meditação têm sempre a ideia errada de que meditar é não pensar em nada, porém isto só se aplica quando se trata de uma prática de nível já superior”, começou por explicar.

      “É sem dúvida possível com a prática da meditação as pessoas perseguirem o sentimento de unicidade, como se fossem ‘um com o universo’, deixando até de sentir o corpo e sentir como se tudo estivesse ligado – ‘o eu e a natureza’. Portanto, isto é realmente possível de alcançar. Mas para os principiantes, se definirmos isto como a nossa prioridade, é de facto muito difícil alcançá-la porque a pessoa sentir-se-á muito desapontada e desistirá facilmente se estiver apenas a perseguir algo assim, porque a nossa mente nasce realmente para pensar”, prosseguiu. “O problema hoje em dia é que muitas pessoas não conseguem controlar o seu pensamento e ficam sobrecarregadas com as suas emoções, o stress, a pressão. Portanto, isso é algo que precisamos de praticar, a nossa atenção, o nosso foco, a nossa consciência, do que estamos a fazer no momento presente, e isto é algo que, como principiante, devemos aprender a fazer antes de mais nada”, continua.

      Também incluído no curso estão dicas acerca da postura física, quantas vezes se deve praticar diariamente, os benefícios e como isso pode ajudar a manter um centro pacífico em nós próprios durante tempos mais stressantes como o que se está a viver durante a pandemia.

      Loulou está a planear também um curso de oito semanas lançado com base no livro que escreveu sobre como encontrar o seu propósito e objectivos na vida intitulado “Seek Within”. Loulou assinala ainda que praticar meditação durante um determinado tempo ajuda a limpar “as coisas que não lhe pertencem” com a premissa de ajudar as pessoas a “encontrar respostas que procuram nas suas vidas”.